ESTREIA 11/05/2018 - 07h00

Conheça a Cidade do Panamá e saiba mais de suas memórias

Voos semanais que começam a operar em julho pela Copa Airlines permitem descobrir a capital do Panamá, ainda pouco explorada por brasileiros. Selecionamos os locais que não se pode perder nesta viagem
notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 18751, 'email': 'estercoelho@opovo.com.br', 'nome': 'Ester Coelho'}
Ester Coelho estercoelho@opovo.com.br

Divulgação
Cidade do Panamá, capital do Panamá, país que possui cerca de 4 milhões de habitantes
 

Após a divulgação do novo hub KLM em Fortaleza, a companhia panamenha Copa Airlines anunciou dois voos semanais para a Cidade do Panamá saindo da Capital. A previsão é de que a frota comece a operar no dia 18 de julho deste ano, partindo sempre às segundas e quintas-feiras. O Panamá, localizado na América Central, é um país de clima tropical e com o espanhol como língua nativa e, assim como muitos da América Central, destino ainda pouco explorado por brasileiros. Casa para diversas ilhas paradisíacas e uma capital moderna e cosmopolita, sua capital, Cidade do Panamá, é cortada por arranha-céus. 

De lá também é muito fácil pegar voos para outros países próximos, como México e Costa Rica. O visto é dispensado para estadias de até 90 dias, mas é necessário certificado internacional de vacinação contra a febre amarela para realizar a viagem. O país também é forte no turismo de natureza e possui diversos parques nacionais um pouco mais distantes da capital, além de ser conhecido como um excelente destino para compras. A sua moeda oficial é Balboa, que não possui notas físicas. Entretanto, o dólar circula livremente por lá. As Revistas O POVO listaram seis razões para a visita ao destino. Confira. 

 

Canal do Panamá
Com 103 anos de existência, o Canal do Panamá é o ponto turístico mais conhecido do país. O lugar conta com dois centros de visitantes que oferecem filme em 3D sobre sua história, além de um museu. O centro mais famoso é o Miraflores Locks, com três andares para observar as embarcações. Do alto, é possível ver todo o funcionamento do Canal e das eclusas. Os locais também contam com restaurante de comida panamenha. Outras atividades como pesca e visita de barco a uma ilha próxima, Barro Colorado, são opções. A visita completa demora aproximadamente duas horas. A entrada custa $ 15 para estrangeiros e crianças até seis anos de idade não pagam entrada - para as entre seis e 12, ela custa $ 10. As visitas ao Centro estão abertas das 8 às 18 horas, mas somente é possível adquirir o ingresso na bilheteria até as 17h15min.

Panamá Viejo
Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o Panamá Viejo é um centro arqueológico onde é possível conhecer a "primeira" Cidade do Panamá. O local conta com ruínas das construções da antiga capital estabelecida pelos europeus, datadas dos centenários de 1500 e 1600. Entre elas estão igrejas, prédios importantes do período colonial e traços arqueológicos pré-hispânicos e coloniais. O Museu Patronato Panamá Viejo e o Museo de la Plaza Mayor contam a história da cidade. Além disso, o mirante na Torre de la Catedral permite uma visão ampla do contraste entre a antiga e a moderna Cidade do Panamá. O ingresso para estrangeiros custa $ 15 e inclui o passeio pelo sítio arqueológico e os museus. Crianças de seis a 17 anos pagam $ 2; também há desconto para terceira idade e estudantes universitários com carteira de identificação. O sítio arqueológico funciona de terça a domingo, das 8h30min às 16h30min.

Casco Antiguo
O Casco Antiguo é a "segunda cidade", o Centro Histórico da Capital. Pelo bairro, pode-se recorrer às ruas em meio a praças coloniais e museus. Os visitantes também podem desfrutar da vida noturna ativa e da gastronomia da região, com muitos restaurantes e bares. Além disso, é possível realizar turismo religioso por igrejas coloniais, como a Iglesia de San José, onde está o conhecido Altar de Oro.

Cinta Costera e Amador Causeway
A Cinta Costera é uma boa representante da parte moderna da capital. O local é um grande parque público na orla da cidade panamenha, com pistas para corrida e bicicleta. No percurso, é possível conhecer o Mercado de Mariscos, degustar o ceviche panameño e observar o trabalho dos pescadores. Além disso, é comum avistar pelicanos. O caminho é rasgado pelos arranha-céus da cidade, como o impressionante Revolution Tower, que se destaca pela sua arquitetura.

À noite, a Calle Uruguay é o ponto de encontro da vida noturna na cidade, uma rua repleta de bares, restaurantes e baladas. Outra atividade ao ar livre é a Calzada de Amador, conhecida como Amador Causeway. O local é um grande calçadão excelente para caminhar, apreciar o fim de tarde ou jantar nos restaurantes de comida nacional e internacional que se encontram no caminho. Além disso, a ponte une a cidade a quatro ilhas próximas: Naos, Perico, Culebra e Flamenco.

Ilhas Bocas del Toro e San Blas
Para quem quiser estender a estadia, uma ótima opção é ir até as ilhas próximas da capital. Em voos de apenas alguns minutos saindo da cidade, é possível estar em praias paradisíacas do caribe panamenho. A maioria delas dá para conhecer em uma viagem bate-e-volta, para apenas desfrutar o dia nas praias. Outras requerem alguns dias no local. A ilha de Bocas del Toro, por exemplo, está a duas horas e meia de ônibus da Cidade do Panamá e a apenas 15 minutos de avião. Também é possível fazer uma travessia de seis horas de duração em barco. A ilha conta com diversas opções de bares, restaurantes e hotéis, além de turismo de aventura, natureza e o incrível mar do Caribe em várias praias.

Para uma experiência de mood rústico, existe o arquipélago de San Blas. São mais de 300 ilhas que o compõem - menos de 50 delas habitadas. Para entrar no território, estrangeiros devem apresentar o passaporte e pagar uma taxa de $ 20. É possível escolher a ilha dele para a qual se quer ir, bem como se deslocar para outras durante a estadia. Entre as mais famosas estão as Islas Perro, Franklin e Estrellas. Além disso, o arquipélago possui acesso mais difícil. Portanto, é interessante contratar um serviço de transporte até o local. Outros tipos de turismo podem ser acessados em http://www.visitpanama.com/.

Compras
Há quem diga que a Cidade do Panamá é a nova Miami. São diversos shoppings, dos mais luxuosos aos mais simples, com grande oferta de marcas internacionais a preço mais baixo que no Brasil. O Metromall, por exemplo, fica próximo ao Aeroporto Internacional Tocumen. Outra opção é o Albrook Mall, onde é possível encontrar várias marcas internacionais e preços para todos os bolsos. As marcas de luxo ficam concentradas no Multiplaza, que conta com lojas como Carolina Herrera, Hugo Boss e Victoria’s Secret. Ainda há o Los Pueblos, shopping a céu aberto com lojas mais simples e menor preço. As épocas de promoção são principalmente em janeiro, julho e agosto. É cobrado um imposto de 7% em cima de produtos comprados no país, que não estão incluídos nas etiquetas. No caso das compras em cartão de crédito, ainda há 6,38% do Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros (IOF).

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

Especialista dá dicas sobre saúde masculina play

Especialista dá dicas sobre saúde masculina

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-07-17_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima