CARREIRAS S/A 03/12/2018 - 18h19

Recrutamento: como as empresas buscam o profissional certo

Com abordagens que priorizam competências e utilizam recursos online para encontrar o melhor colaborador, processos de recrutamento ganham novos formatos
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19107, 'email': 'hamlet.oliveira@opovo.com.br', 'nome': 'Hamlet Oliveira'}
Hamlet Oliveira hamlet.oliveira@opovo.com.br
Weekend Images Inc./GettyImages

Ação voltada para buscar talentos mais capazes para um cargo, o recrutamento vem passando por modificações no Brasil e no mundo. Tanto a inserção de novas tecnologias como de novas estratégias em geral tem resultado em processos mais rápidos e eficientes, que beneficiam contratantes e contratados. Profissionais de Recursos Humanos explicam as novidades nessa área e as ferramentas de seleção mais utilizadas no momento.

De acordo com pesquisa realizada pelo LinkedIn e divulgada no início de 2018, a diversidade de colaboradores é um dos maiores objetivos das grandes corporações. No Brasil, a Google comprova isso. Daniel Borges, gerente de atração de talentos para a América Latina da marca, conta que existe um "treinamento com o objetivo de detectar e extinguir os vieses inconscientes que temos". A avaliação de currículo, por exemplo, é focada nas experiências prévias e competências técnicas, com idade, gênero ou estado civil sendo deixados de lado.

O gerente fala que todas as vagas da empresa começam a ser preenchidas por meio de cadastro online, seguido de contato via telefone ou Hangouts. Na fase de entrevistas presenciais, as perguntas são elaboradas de forma a deixar com que as únicas informações colhidas sejam em referência à capacitação dos pretendentes. Na última etapa, um dossiê com as informações é produzido, mas dados de gênero, raça ou orientação sexual são omitidos.

Hunting
Prática voltada para cargos específicos, o hunting, do inglês "caça", procura profissionais muitas vezes especializados em determinada área. Caso o pretendente já esteja contratado em outra empresa, é papel do setor de recrutamento realizar uma abordagem que coloque a nova vaga como oportuna para o profissional. Fernando Mantovani, diretor-geral da Robert Half, empresa especializada em recrutamento, fala que a especificação de uma vaga é determinante para a complexidade de encontrar um profissional adequado. "Muitas empresas têm um controller. Mas pode ser que meu cliente peça um especialista que fale japonês fluentemente. Então, a especificação da vaga é que vai dizer o grau de dificuldade de como eu vou procurar essa pessoa." Nessa metodologia, o uso de redes sociais como o LinkedIn é fundamental para conhecer a trajetória de um trabalhador. 

Compromisso com a empresa
Em busca de encontrar o perfil correto para cada vaga, a cervejaria Ambev emprega diferentes processos seletivos para os cargos disponíveis. Nos programas de estágio e trainee tradicionais, provas online de inglês, perfil e raciocínio lógico são realizadas, conta Camilla Tabet, diretora de desenvolvimento e gente da empresa. "Em todos os nossos processos seletivos, buscamos por profissionais com características alinhadas à nossa cultura: dinâmicos, autênticos, inovadores, com vontade de aprender e, principalmente,
apaixonados por empreender e pelo universo cervejeiro. Além disso, para as vagas em que procuramos os futuros líderes de nossa companhia, avaliamos também a capacidade de liderar e inspirar outras pessoas."

Para situações específicas, programas seletivos diferenciados também podem ocorrer. Um dos formatos é o hackathon, que em 2017 teve mais de 700 inscritos, com 100 participantes ao todo. O método consiste em, no prazo de 24 horas ininterruptas, colocar os pretendentes para produzirem ideias tecnológicas para serem aplicadas futuramente na Ambev. 

Escolha customizada
Caso uma seleção demande aspectos mais específicos, a equipe de recrutamento também pode trabalhar com formas distintas. Valéria Mota, gerente-executiva de seleção da Mrh, conta que um dos casos em que trabalhou envolvia vagas para trainee. Foi criado um site exclusivo para inscrição e envio dos documentos necessários. Após a análise dessas informações, a etapa seguinte envolvia a avaliação de perfil comportamental, também online.

A partir disso, era montado um relatório para avaliação do candidato de acordo com a função pleiteada. Quem obtivesse uma taxa a partir de 80% de adequação era convocado para avaliação individual, e somente a partir disso, o cliente receberia a lista de pré-aprovados. A tática funciona para afunilar de forma eficiente as opções.

Vida online
O comportamento dos candidatos no mundo virtual também passa pelo crivo dos avaliadores modernos. A análise busca saber se, além das informações passadas durante as entrevistas e outras etapas avaliativas, o pretendente mantém um cotidiano que esteja de acordo com as políticas da empresa. Gisele Studart, psicóloga e diretora da Studart RH, fala que o trabalho de checagem de referências já ocorria antes das redes sociais, mas que essas ferramentas facilitaram o acesso às informações necessárias. "Precisamos avaliar para saber se a pessoa será um bom profissional ou não, o que fez de positivo ou negativo nas empresas que já trabalhou. Na checagem de referências, muita coisa não muda."

Filtro de talentos
Por meio do cadastro de currículos em sites, ferramentas de filtragem aceleram o processo seletivo. De acordo com Fernando Mantovani, a Robert Half possui um sistema proprietário para agilizar o processo de busca de candidatos. Com a análise de palavras-chave, é possível averiguar no material cadastrado se o profissional já teve experiência na área demandada. "No passado, eu teria que ler currículo por currículo."

Outro aspecto relevante para Mantovani é o uso de profissionais capacitados na área da vaga para ajudarem na seleção dos candidatos. Dessa forma, explica, um funcionário com conhecimento do recrutamento para o mercado de Tecnologia da Informação (TI) é que fica responsável pela avaliação dos pretendentes.

Para Valéria Mota, um dos principais benefícios da checagem por meio dos dados dos candidatos é que a força de trabalho pode se focar em outros aspectos. "Processos operacionais que demandavam tempo e esforço foram retirados para dar lugar a pessoas com mais capacidade analítica, criatividade, inovação com atuação estratégica", conta. 

Recrutamentos modernos
1 Hunting 
Consiste na busca por um profissional específico, que domine certa área de atuação, como um gestor de TI especializado em uma linguagem de programação incomum. 
2 Diversidade
Tendência do mercado de recrutamentos, a prática retira aspectos de raça ou orientação sexual do processo de seleção para focar nas habilidades dos contratados.
3 Customizado
De acordo com a demanda, os profissionais de RH podem realizar seleções específicas para cada vaga. A criação de sites apenas para esse fim é um dos exemplos.
4 Hackathon
Voltada para a área de tecnologia, a ferramenta utilizada na Ambev coloca os futuros contratados para criarem inovações em um prazo de 24 horas ininterruptas.
5 Filtragem
Com o cadastro das informações nos sites de recrutamento, é possível filtrar as palavras-chave utilizadas pelos pretendentes, de forma a agilizar na busca do profissional adequado.

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

Especialista dá dicas sobre saúde masculina play

Especialista dá dicas sobre saúde masculina

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-12-12_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima