Para curtir 16/03/2018 - 07h00

Revistas pela Cidade: a variedade histórica do Centro

Tanto pelo aspecto cultural quanto pela memória histórica, conhecer esse bairro é uma experiência fundamental para moradores e turistas. L'Escale Palacete, Observatório de Fortaleza e Leão do Sul estão em nossa lista
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19107, 'email': 'hamlet.oliveira@opovo.com.br', 'nome': 'Hamlet Oliveira'}
Hamlet Oliveira hamlet.oliveira@opovo.com.br
Foto: Camila de Almeida
A Praça do Ferreira é um dos locais mais tradicionais do Centro

Espaço para tudo que se imagina. Assim é o centro de Fortaleza. Indo desde resolver problemas em órgãos governamentais, passando por experimentar a culinária local e chegando até programas culturais, o bairro abriga história e cultiva iniciativas. Em mais um capítulo da série Revistas pela Cidade, as Revistas O Povo chegaram ao Centro para mostrar alguns locais tradicionais e outros um pouco menos conhecidos. 

Por ser casa de construções com séculos de idade e pela proximidade com o litoral cearense, o lugar atrai o público para conhecer as diversas atrações que passam por cada uma de suas ruas. Na seleção abaixo, você confere memórias antigas e novas de uma região que continua a resistir. 

L’escale Palacete 
Foto: Camila de Almeida
O espaço oferece biscoitos, café e chá após a refeição

Nosso passeio começa na hora do almoço. Um dos restaurantes mais tradicionais da região, o L'Escale Palacete soma quase 30 anos de trajetória e oferece self-service para os visitantes, com um buffet variado - o preço do quilo é R$ 46,90, de segunda à quarta-feira, e R$ 52,90, de quinta a sábado. Existe também um cartão fidelidade disponível para os frequentadores - os pontos são marcados a cada 300 gramas consumidas. Após doze marcações, o 13º pedido de até 500 gramas é gratuito. 

Toda a estrutura do prédio é de um casarão antigo, com escadas que dão acesso aos pavimentos principais. Espelhos fazem a decoração de um dos ambientes, enquanto uma das áreas para almoço conta com janelões que providenciam uma ventilação natural. 

Serviço 
Quando: de segunda a sábado, das 11h às 15h30
Onde: Rua Guilherme Rocha, 48 (altos) - Centro

Observatório de Fortaleza
Foto: Camila de Almeida
Observatório da Cidade

Saindo do almoço, uma boa dica é o novo equipamento da Prefeitura da Capital. O Observatório de Fortaleza funciona como uma central para conhecer a história da cidade e os próximos projetos a serem implantados. Os visitantes têm acesso a totens interativos, cada um mostrando um aspecto da Capital, como violência, saneamento, densidade demográfica, entre outros. Depoimentos de índios em vídeo falando sobre o início da cidade também estão presentes e podem ser ouvidos por meio de telefones presos ao teto. 

O equipamento existe desde dezembro de 2017 e está localizado no entorno da Praça do Ferreira. Outra ação do estabelecimento é apresentar o projeto "Fortaleza 2040", que projeta trazer melhorias urbanas e de acessibilidade para a Capital. A visitação é gratuita. 

Serviço
Quando: de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h
Onde: Rua Major Facundo, 584 - Centro

Leão do Sul  
Foto: Camila de Almeida
Pastelaria Leão do Sul
 
São 92 anos de história e três donos diferentes. A gestão do Leão do Sul, onde é produzido o pastel mais famoso de Fortaleza, já está na segunda geração do proprietário atual, que segue mantendo a tradição que faz do local um espaço tão marcante: pastéis simples acompanhados com o clássico caldo de cana. Todos os pastéis custam R$ 7 e estão disponíveis em três sabores: carne, queijo e frango. Outras bebidas, como cajuína natural, podem acompanhar a delícia. O caldo de cana custa R$ 4. 

Como forma de pagamento, o local aceita em espécie. Um dos motivos para a resistência do Leão do Sul, acredita o gerente Leonardo Barbosa, é a tradição de manter a família frequentando a pastelaria. "Aqui ficou como um ponto turístico e nossa qualidade não muda", diz. 

Serviço
Onde: Rua Pedro Borges, 193 - Centro
Quando: de segunda a sábado, das 9h às 18h

Sobrado Dr. José Lourenço  
Foto: Camila de Almeida
O Sobrado Dr. José Lourenço
 
No caminho para o Passeio Público, uma grande casa de estilo antigo destaca-se. Com apenas uma placa para identificar a localidade, o Sobrado Dr. José Lourenço funciona como um equipamento para propagação das artes visuais cearenses. Tombado pelo Governo do Estado em 2006, o espaço funciona como galeria desde 2007. Lá, é possível ter acesso a workshops e palestras, além de conferir exposições com pinturas e esculturas de artistas locais. 

Localizado na rua Major Facundo, o Sobrado foi umas primeiras edificações de três andares no Ceará. Funcionava, na época de sua inauguração, como residência e consultório para o Dr. José Lourenço, famoso por combater epidemias na Capital. Com o passar das décadas, já abrigou oficinas e até mesmo bordéis. Há um espaço dedicado para café, não ocupado por nenhuma iniciativa. A expectativa é de que um novo edital seja lançado ainda em 2018 para tal. A entrada é gratuita.

Serviço
Onde: Rua Major Facundo, 154 - Centro
Quando: de terça a sexta, das 9h às 16h30; aos sábados, das 10h às 13h30.  

Museu da Indústria
Foto: Camila de Almeida
A exposição sobre a Carnaúba no Museu
 
Desde 2014, o Museu da Indústria funciona como equipamento para propagar cultura e história aos visitantes. O prédio onde está localizado data do final do século XIX e conta com mais de dois mil metros quadrados de área útil. Quem passa por lá tem acesso a uma exposição sobre a história da industrialização cearense, que atravessa as memórias do período têxtil e dos primeiros equipamentos tipográficos. Um dos destaques é um poço construído para abastecimento, coberto com placas de vidro que suportam até 500 quilos.

Até novembro de 2018, a exposição "Carnaúba: Árvore da Vida" apresenta detalhes sobre a planta que é um dos marcos do Estado. A mostra conta com opções de interatividade para os visitantes, por meio de painéis e totens. No site do Museu, é possível agendar viagens guiadas para grupos escolares. 

Serviço 
Onde: Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro 
Quando: de terça a sábado, das 9h às 17h; aos domingos, das 9h às 13h 

Mercado Central de Fortaleza
Foto: Camila de Almeida
Uma área do Mercado Central
 
Um dos maiores representantes da essência do centro de Fortaleza, o Mercado Central traz de tudo um pouco. No meio das centenas de pequenos estandes, divididos em cinco pavimentos, comerciantes locais disponibilizam produtos dos artesanatos cearense e nordestino e eletrônicos em geral. O lugar é ponto turístico tradicional da Capital por estar situado nas proximidades da Praia de Iracema e da Catedral de Fortaleza. 

Serviço
Onde: Av. Alberto Nepomuceno, 199 - Centro
Quando: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h; aos sábados, das 8 às 16h, e domingos, das 8h às 13h

Expandir galeria
  • A Praça do Ferreira é um dos locais mais tradicionais do Centro
  • O espaço oferece biscoitos, café e chá após a refeição
  • Observatório da Cidade
  • Pastelaria Leão do Sul
  • O Sobrado Dr. José Lourenço
  • A exposição sobre a Carnaúba no Museu
  • Uma área do Mercado Central
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

Especialista dá dicas sobre saúde masculina play

Especialista dá dicas sobre saúde masculina

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-12-12_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima