[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] Beni Veras morre aos 80 anos | Política | O POVO Online
EX-GOVERNADOR DO CEARÁ 07/11/2015

Beni Veras morre aos 80 anos

O ex-governador foi um dos fundadores do PSDB no Ceará e líder de um grupo que começou a romper com o ciclo dos coronéis ao lançar e eleger, em 1986, o hoje senador Tasso Jereissati ao Governo do Estado do Ceará
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19010, 'email': 'wagnermendes@opovo.com.br', 'nome': 'Wagner Mendes'}
Wagner Mendes wagnermendes@opovo.com.br
MARCOS CAMPOS EM 23/6/2008
Beni Veras (primeiro à direita) é homenageado na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará em 2008
Compartilhar


O ex-governador do Estado do Ceará, Benedito Clayton Veras Alcântara, conhecido como Beni Veras, morreu na manhã de ontem, em Fortaleza, aos 80 anos. Afastado da vida pública nos últimos tempos, ele lutava contra o Mal de Parkinson. De acordo com a família, Beni estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Monte Klinikum havia 22 dias e morreu por falência múltipla de órgãos.


 

Com honras militares, o corpo foi velado por familiares e amigos durante a tarde de ontem no Palácio da Abolição, sede do governo estadual. “É um momento muito difícil. É uma dor muito forte. Você nunca está preparado para ela”, disse o filho de Veras, Sérgio Alcântara.


Diversas personalidades da vida pública cearense compareceram para prestar as últimas homenagens a uma das figuras tradicionais da política no Estado, como os ex-governadores Cid Gomes (PDT), Lúcio Alcântara (PR) e Tasso Jereissati (PSDB).


Líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT) e o ex-presidente da Câmara Federal, Mauro Benevides (PMDB), também estiveram no Abolição.


O governador Camilo Santana decretou luto oficial por três dias. “Lamento profundamente a morte do ex-governador Beni Veras, um dos grandes políticos da história do nosso Estado. Um homem honrado, que transitou por todo o cenário político e participou efetivamente da economia do Estado. Deixo aqui meu abraço à família e aos amigos e declaro luto oficial de três dias no Estado”, disse o petista.


Camilo participará hoje da missa de corpo presente, que deverá ser realizada por volta das 8 horas, no salão de artes do palácio.


Filiado ao PSDB, Beni foi governador de 5 de abril de 2002 a 1° de janeiro de 2003, após o então titular, correligionário Tasso Jereissati, deixar o cargo para disputar o Senado pela primeira vez. Foi senador, eleito em 1991, e ministro do Planejamento em 1994.

 

Trajetória


Foi presidente do Centro Industrial do Ceará entre 1967 e 1977. Depois, presidiu o Comitê Suprapartidário Pró-Tancredo Neves entre 1984 e 1985.


Foi vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará entre 1987 e 1988. Na sequência, assessor especial do governador do Estado do Ceará entre 1987 e 1990; senador eleito em 1991; ministro de Estado Chefe da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Coordenação da Presidência da República em 1994. Foi vice-governador do Estado do Ceará entre 1999 e março de 2002. Entre abril e dezembro, foi governador.

 

SERVIÇO

 

Sepultamento do ex-governador Beni Veras

Quando: hoje, às 10 horas

Onde: Cemitério Jardim Metropolitano, no Eusébio.

 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2019-01-17_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima