Energia solar 08/01/2013

Sistema de energia solar do Ceará usa fibra de coco

Sistema de energia solar desenvolvido por empresa cearense está sendo certificado e deve integrar a construção de unidades residenciais do programa Minha Casa Minha Vida. Preço do equipamento foi readequado
DIVULGAÇÃO
O sistema, batizado de placa Photo Voltaica Térmica (PVT), foi inventado pelo engenheiro mecânico Fernando Ximenes
Compartilhar

 

Um sistema de aquecimento de água e geração de energia elétrica elétrica por meio do sol está sendo certificado nacionalmente com o objetivo de integrar o programa Minha Casa Minha Vida II (MCMV II), do Governo Federal. A novidade levou seis anos para ser desenvolvida, usa fibra de coco e tem tecnologia cearense.

 

A placa solar está instalado, em caráter piloto, em uma casa do MCMV em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) desde fevereiro de 2012. O projeto é do engenheiro mecânico e ambientalista Fernando Alves Ximenes. Ele é o inventor do sistema ao qual batizou de placa Photo Voltaica Térmica (PVT).


“Esse sistema solar é composto por células com fibra de coco, sistema térmico, caixa aquecedora térmica, automatic inverter (serve para inverter as frequências e tensões), bateria e chaveamento off grid”, explica.


As características técnicas possibilitam que a utilização seja direcionada para aquecer água, para geração de energia elétrica ou para utilização da energia convencional do sistema. No último caso, quando houver uso de mais de 120 kilowatts.hora/mês.


No dia 16 de fevereiro de 2012, O POVO mostrou que o sistema estava cotado para integrar o Minha Casa Minha Vida I, mas não houve viabilidade financeira. O empresário do ramo de construção civil e vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro, explica que houve ajustes no custo e um exemplar do equipamento vai sair por cerca de R$ 2.300.


“A utilização do sistema foi uma oportunidade. O MCMV II obriga todas as casas a terem aquecedor de água solar. Mas vai ser uma incoerência para o Nordeste e algumas cidades mais quentes usar a energia solar só para aquecer a água. Estamos negociando para usar como eletricidade também”. Ele diz já ter havido reuniões com a Caixa Econômica e com o Ministério das Cidades.

 

Redução de conta de luz

Montenegro afirma que a placa pode até reduzir ou zerar a conta de energia das pessoas de baixa renda, já que a Agência Nacional de Energia Elétrica regulamentou a microgeração de energia elétrica.


“Toda pessoa pode gerar energia, jogar na rede. Ela tem 36 meses para consumir aquela energia. Se você gerar mais energia do que consome, você tem esse crédito”, argumenta.

 

Como


ENTENDA A NOTÍCIA


Após passar por um período de teste, a placa PVT será apresentada aos órgãos oficiais de certificação nacional, que podem levar até dois meses para emitir o aval de utilização. A partir daí, seguem os trâmites do MCMV.

 

SERVIÇO

 

Detalhes sobre o Minha Casa Minha Vida

Site: http://bit.ly/OJ2v0d

Telefone: (61) 2108 1000


Números


2,3 mil

reais é o preço aproximado da unidade da placa solar para uso no Minha Casa Minha Vida II

 

6

anos foi o tempo que o inventor Fernando Ximenes levou para desenvolver o sistema solar

 

1,3 mi

de unidades é a quantidade de sistemas de geração solar instalados na Alemanha em 2012

 

 

Saiba mais


O engenheiro mecânico Fernando Ximenes comenta sobre o pouco uso da energia solar no Brasil. “Em 2012, as placas solares na Alemanha bateram recordes nos investimentos e na adoção da micro e minigeração.“


Ele informou que foram cerca de 1,3 milhão de unidades de sistemas instalados fornecendo energia elétrica para residências comércios e industrias. “Lembrando que a Alemanha não é um país equatorial e nem tropical”.

 

Andreh Jonathas andreh@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
Marcelo Almeida 21/06/2013 14:51
Olá preciso do contato deste professor, pois a empresa em que trabalho está interessada no produto. marcelo@construto.com.br
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Henrique 18/01/2013 06:36
E você acha pouco? Se precisar colocar uma nova somente a cada 25 anos estarei feliz da vida.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Alex 08/01/2013 10:47
Falta saber o tempo de duração destas placas, pois as tradicionais de silicio tem de 25 a 30 anos de duração.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
3
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Barra Sites do Grupo

Erro: cannot identify image file <cStringIO.StringI object at 0x42ceb58>

Jornal de Hoje | Economia