[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] Estação João Felipe é desativada para embarques e desembarques | O POVO
João Felipe 12/01/2014

Estação João Felipe é desativada para embarques e desembarques

No último dia de atividades, usuários relatam o apego ao prédio histórico e a insegurança pelas mudanças no acesso à Linha Oeste. Espaço terá obras da Linha Leste do metrô e deve ser reformado como equipamento cultural
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 18761, 'email': 'cotidiano@opovo.com.br', 'nome': 'Tha\xeds Brito'}
Thaís Brito cotidiano@opovo.com.br
FOTO EVILÁZIO BEZERRA
O prédio centenário da estação João Felipe deve receber um equipamento de cultura e lazer
Compartilhar

 

Há pelo menos 20 anos, o percurso entre o bairro Antônio Bezerra e o Centro era feito de trem pelo vigilante Edmilson Peixoto, 62. Como ponto de chegada, sempre a estação João Felipe. É com tristeza que Edmilson comenta a notícia de que o local foi desativado para embarques e desembarques da Linha Oeste do metrô, que liga Caucaia a Fortaleza. “Aqui tem uma história que não tem preço, é um patrimônio da cidade e as pessoas não mostrarão mais para os filhos, para os netos”.


Além das viagens diárias a trabalho, Edmilson parava na estação entre passeios para destinos do Interior, como Baturité. “A cada mudança, este espaço foi perdendo a qualidade”, lamenta.


Com atividades encerradas neste sábado, 11, os trilhos darão lugar a obras de escavação dos túneis para a futura Linha Leste do metrô (do Centro ao Edson Queiroz). Para o percurso subterrâneo, as máquinas tuneladoras escavam a terra a partir da estação. Segundo a Secretaria da Cultura do Estado (Secult), o projeto é de instalar no prédio um equipamento de cultura e lazer.


“Aqui dentro me sentia bem, estava perto de tudo o que precisava e tinha bem mais opções de ônibus”, relata Regina Lúcia, 51. Apesar do apego ao local, as mudanças parecem não afligir a auxiliar de enfermagem. “Mas eu sigo o trem aonde ele for e não tenho medo do que vem. Ruim mesmo era se acabasse com a linha, mas vamos nos acostumar”, argumenta. Para ela, o trem tem sido o transporte ideal desde a infância. “Não dá para dizer quando comecei, mas eu sou capaz de ir a pé até uma estação porque não gosto muito de ônibus”, explica. Quando chegou a Fortaleza, em 1978, andava do Carlito Pamplona à parada do bairro vizinho, no Álvaro Weyne. A morada agora é na Caucaia, de onde vem também utilizando a Linha Oeste.


Para o motorista Francisco Ferreira, 61, a estação era mais do que um local de passagem. “Ás vezes eu demorava aqui. Sentava, assistia algum programa na televisão quando precisava vir resolver alguma coisa no Centro”, relata.


No último dia de atividades, usuários da estação registravam com fotos e se despediam do espaço. “Isso aqui vai fazer muita falta para os usuários”, desabafa a segurança de eventos Sara Barbosa, 51. E acrescenta: “É nossa opinião, mas não vale de nada.”

 

Saiba mais


Conhecida até 1956 como Estação Central, a estação João Felipe foi finalizada em 1880 com características neoclássicas. A estação interligava linhas de longo percurso. Ao fim das atividades, recebia trens que iam até a Caucaia num intervalo de 45 minutos.

 

Tombado em 1983, o prédio foi erguido com mão-de-obra de retirantes fugidos das secas que atingiram o Nordeste entre 1877 e 1879.


A Pinacoteca do Ceará deve ser inaugurada ainda neste ano nos galpões da antiga RFFSA, ao lado da estação, com R$ 5,5 milhões assegurados pelo Governo do Estado.

 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2019-03-21_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Página Cotidiano