Rio mais 20 18/05/2012

Carta Rio pede maior engajamento na sustentabilidade

Secretários municipais estão reunidos no Rio para apresentar os resultados dos melhores projetos ambientais desenvolvidos nas capitais e apresentar a atuação local na implantação de práticas sustentáveis
notícia 0 comentários
Compartilhar
VALTER CAMPANATO/ABR
Feira Botânica durante atividades de sustentabilidade no DF

Os secretários de Meio Ambiente das capitais brasileiras assinaram ontem a Carta Rio pela Sustentabilidade, um documento contendo série de compromissos e recomendações com intuito de promover uma maior inserção do tema nas agendas governamentais. A carta, rubricada na capital fluminense, vai ser lida durante o C40, um fórum que reúne os prefeitos de 40 grandes metrópoles mundiais a ser realizado no Forte de Copacabana no dia 17 de junho, em evento paralelo à Rio mais 20.

 

“Não é só uma declaração de princípios, mas um compromisso de se desenvolver, através do planejamento das secretarias, programas que envolvam o desenvolvimento de bases sustentáveis e que levem as cidades brasileiras em direção à sustentabilidade”, afirmou Carlos Alberto Muniz, vice-prefeito e secretário de Meio Ambiente da cidade do Rio de Janeiro.


De terça-feira passada até ontem, os secretários municipais estiveram reunidos no Rio para apresentar os resultados dos melhores projetos ambientais desenvolvidos nas capitais e discutir a atuação dos governos locais na implantação de práticas sustentáveis.


A Carta Rio assume o compromisso de organizar um banco virtual de tecnologias contendo iniciativas de sucesso e indicadores sociais, ambientais e econômicos dos governos locais. Propõe ainda a formulação de estudos técnicos permanentes para o combate dos gases responsáveis pelo efeito estufa.


A Carta também enfatiza a articulação entre os diversos órgãos públicos como forma de garantir projetos de infraestrutura sustentáveis e promove o fortalecimento da educação ambiental, para sensibilizar a população e proporcionar uma mudança de comportamento dentro da própria sociedade.

 

Hotéis disponíveis

Os hotéis de alto padrão no Rio de Janeiro voltaram a oferecer quartos disponíveis para o período de 13 a 19 de junho, quando vão acontecer as primeiras reuniões da Rio+20. Os leitos haviam sido bloqueados para o evento, mas muitos deixaram de ter as reservas confirmadas devido às altas tarifas e à obrigatoriedade de pagar por um pacote por todos os dias do evento.

 

As delegações queriam reservar diárias para dias específicos. O Governo federal participou de reunião com a Terramar, operadora de turismo oficial do evento, e empresários do setor hoteleiro, quando foi decidida a redução de tarifas e a permissão para reservas em datas específicas.


Para o período principal da conferência, de 20 a 22 de junho, todos os 7.285 apartamentos bloqueados pela Terramar em hotéis de luxo e de categoria superior serão ocupados. No período entre 13 e 19, pelo menos 3.500 quartos que haviam sido interditados, mas não tiveram as reservas confirmadas, voltariam a estar disponíveis desde ontem.


Entre cinco redes de hotéis, duas ofereciam vagas e três continuavam lotadas Pelo site, a rede Windsor oferece vagas em quatro hotéis, dois em Copacabana e dois no centro do Rio. (das agências de notícias)

 

O quê


ENTENDA A NOTÍCIA


O governo brasileiro está elaborando um documento que estabelece as Metas Nacionais de Biodiversidade para 2020. O texto terá como base as 20 Metas de Aichi, definidas durante convenção realizada em Nagoia (Japão) em 2010.

Compartilhar
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS