X
PRÊMIO DELMIRO GOUVEIA

O Prêmio


O Prêmio Delmiro Gouveia é o mais importante evento empresarial do estado do Ceará. Em 2017 chega a sua décima sétima edição. O projeto reconhece empresas baseando-se numa cesta de critérios técnicos validados por auditores do mercado.
 
A consistência dos critérios tecnicos é o grande diferencial do prêmio que se firma no princípio da análise do desempenho econômico-financeiro e social das empresas cearenses.

Metodologia

texto

Como são escolhidas as maiores empresas do Ceará?

 

O Prêmio Delmiro Gouveia estabelece que as maiores empresas cearenses devem ser aquelas que se apresentam consistentemente maiores num conjunto de critérios.
Assim, na edição 2017 as empresas concorrentes ao Prêmio das MAIORES devem demonstrar essa grandeza numa cesta de aspectos relevantes e não apenas no faturamento. Embora este continue sendo um dos pontos mais importantes de medição das maiores, as empresas, para obterem o prêmio, devem também ser maiores na geração de Resultado Líquido positivo, Ativo Total, em volume de Patrimônio Líquido, na geração de empregos e na geração de impostos.

O "Faturamento Líquido Ajustado" e o "Patrimônio Líquido (PL) Ajustado" têm pesos de 65% e 15%, respectivamente. O conjunto de indicadores envolvendo "Ativo Total Ajustado", "Resultado Final Líquido Ajustado", "Impostos Gerados" e "Quantidade de Empregados" têm a ponderação de 5% para cada um.


O que é avaliado no Prêmio Delmiro Gouveia?

As empresas cearenses cujos dados econômicos financeiros e sociais são acessados pelo Prêmio Delmiro Gouveia serão submetidas a três avaliações de desempenho para a escolha das melhores e maiores:

A. Melhores empresas do ponto de seu desempenho econômico-financeiro;
B. Melhores empresas do ponto de vista de seu desempenho social; e
C. Maiores empresas, conforme se destacaram em tamanho num conjunto harmônico de itens.

Na edição 2017, dando continuidade à parceria com o Conselho Regional de Contabilidade - CRC-CE, o Prêmio Delmiro Gouveia estenderá seu reconhecimento aos contabilistas responsáveis pela elaboração das peças contábeis das empresas que concorrem aos prêmios premiando as demonstrações contábeis mais bem elaboradas e mais transparentes. Veja também os critérios de premiação dos contabilistas.

 

Quais as premissas que orientam o Prêmio Delmiro Gouveia?


As premissas gerais, que orientarão a aplicação das metodologias utilizadas, serão:

A - As análises tomam sempre por base as informações oficiais inclusas nas demonstrações contábeis ou complementares elaboradas segundo os Princípios Fundamentais de Contabilidade, quer publicadas, quer não;
B - As metodologias de análise seguem um modelo simples, mas tecnicamente seguro, que pode ser aplicado de forma uniforme a todas as empresas da base;
C - Os números e as informações apresentadas em relação às demonstrações financeiras devem apresentar consistência entre si, com as mutações patrimoniais apresentadas nos balanços, com o Balanço Social e com a Demonstração do Valor Adicionado.

 

Quem pode participar das melhores em desempenho econômico-financeiro?

Para a identificação das melhores empresas cearenses em desempenho econômico-financeiro, as candidatas são submetidas aos seguintes critérios de seleção:

A - Apresentação de Resultado Bruto, Operacional e Líquido positivos, já considerados os efeitos da desvalorização da moeda;
B - Apresentação de Patrimônio Líquido positivo; e
C - Consistência e compatibilidade dos números contábeis com a composição do patrimônio, com o comportamento das receitas, despesas e modificações nas origens e aplicações de recursos de um ano para o outro.

 

Por que se criar um prêmio específico para as empresas do Ceará?

À primeira vista, dada a grande importância que a visão além fronteiras tem assumido por conta da globalização econômica e tecnológica, seria imediato imaginar que o melhor seria inserir as empresas do Ceará no contexto do País, favorecendo o desejável benchmark entre elas, efetuando a avaliação das empresas cearenses dentro de um universo mais amplo de competidores.


Embora essa impressão esteja correta e seja, sem dúvida alguma, benéfico avaliar as empresas cearenses no contexto de suas competidoras no plano nacional e, em alguns casos de forte atuação internacional, também no âmbito global, os prêmios existentes, até pela necessidade de sua grande abrangência, passam ao largo do exame e da consideração de vários aspectos muito peculiares das várias regiões que compõem o Brasil.


Sabemos que nosso País é plural na sua estrutura de produção econômica, seja quanto à distribuição espacial dos recursos, seja quanto à visão e eficácia das políticas públicas voltadas ao fomento da atividade empresarial local, seja pela qualidade dos talentos humanos disponíveis, difusão e domínio das tecnologias dominantes e pela capacidade empreendedora daqueles que se dispõem a investir e a gerenciar uma iniciativa empresarial em cada estado da federação.


Nesse sentido, o desempenho de alguns setores da economia de algumas regiões do País, às vezes espetaculares à vista das condições locais restritivas, não é objeto de adequada avaliação e reconhecimento, tanto porque a abrangência nacional necessariamente ofusca esse fato, quanto porque se torna difícil captar, nessa mesma abrangência, todas as peculiaridades de um País tão grande e diverso como o Brasil.


Além disso, o tamanho e a participação no mercado nacional de cada empresa avaliada pesam normalmente muito no ranking de classificação dos prêmios antes referidos, fazendo com que somente em situações muito especiais alguma empresa cearense seja lá contemplada com destaque, mesmo tendo apresentado um desempenho excepcional.


Seria algo como as empresas brasileiras mais promissoras do centro sul do País ficarem esperando que um dia as mesmas viessem a ser consideradas pela FORBES 500s Annual Directory (publicado pela Forbes Magazine), pela FORTUNE 500 (publicado pela Fortune Magazine) ou pela EUROMONEY Magazine, ou outra premiação internacional do gênero, para afinal serem avaliadas e reconhecidas por seu desempenho.


É óbvio que as empresas cearenses, apesar do seu esforço e crescimento vigoroso nos últimos anos, com merecido destaque nacional para algumas delas, ainda não têm, em seu conjunto, condições de porte e participação de mercado no plano nacional para receberem o justo reconhecimento pela excelência empresarial que já alcançaram e estão aperfeiçoando.
Ademais, justamente por não terem ainda condições de serem enxergadas pelas publicações nacionais de mensuração do desempenho empresarial comparativo, muitas dessas empresas, às vezes pioneiras na implantação de idéias inovadoras e lançamento de produtos criativos, não são reconhecidas nem no âmbito do próprio ambiente empresarial em que vivem: o Ceará.


Em função dessa situação, perde-se muitos dos benefícios que uma avaliação periódica comparativa do desempenho empresarial traz, tais como o aumento da competitividade local, e isto não só por produtos e mercados, mas pela adoção de métodos gerenciais inovadores das top do ranking, a partir da divulgação das razões de sucesso das vencedoras, entre outros itens importantes.


Assim, compreendeu-se que existe não só um espaço significativo, mas mesmo uma demanda para que déssemos início no Estado do Ceará a uma avaliação periódica do desempenho empresarial nele ocorrido, tanto sob aspecto econômico-financeiro, mas principalmente da responsabilidade social, com criação de um prêmio para as empresas consideradas como as melhores do universo analisado.


Desse modo, com a realização da BOVESPA e do Jornal O POVO, e com o apoio do CRC-CE, nasceu o Prêmio Delmiro Gouveia, estando na sua décima sétima edição, que foi presenteado ao receber o nome de Delmiro Gouveia, que escolherá as maiores empresas cearenses e com o reconhecimento do que elas têm feito pelo desenvolvimento econômico e social de nosso estado.

 

Qual a metodologia para apontar as melhores do ponto de vista econômico?

As empresas que passarão pelo crivo dos critérios de seleção anteriormente expostos - todos avaliados de forma objetiva por sistema de processamento de dados utilizado pelo Prêmio - serão classificadas conforme sua posição relativa, segundo os mesmos indicadores de desempenho da edição anterior do Prêmio, considerado sua evolução em relação ao ano anterior:

INDICADORES AVALIADOS

1 - Retorno e Rentabilidade - são avaliados os aspectos de Retorno sobre o Patrimônio Líquido, Crescimento no Giro do Ativo, Crescimento no Retorno sobre as Vendas e Crescimento no Retorno sobre o Patrimônio Líquido.
2 - Liquidez - leva-se em conta os indicadores de Liquidez Corrente, Liquidez Geral, Capacidade de Cobertura do Investimento Operacional no Giro dos Negócios e Crescimento da Geração em Caixa das Vendas.
3 - Crescimento do Faturamento - Medido pela divisão do volume de vendas líquidas ajustadas do ano pelo volume de vendas líquidas ajustadas do ano anterior.
 

As melhores em desempenho financeiro são classificadas por porte.

O Prêmio Delmiro Gouveia estabelece que as maiores empresas cearenses devem ser aquelas que se apresentam consistentemente maiores num conjunto de critérios.Dentro do objetivo do Prêmio de dar o maior espaço possível às empresas cearenses que concorram ao título de melhores, e considerando que muitas das características típicas das grandes empresas não estão presentes nas pequenas e médias, e vice-versa, o Prêmio adotou a classificação no seguintes grupos:

Grupos
1 - Empresas com Faturamento Acima de R milhões - Concorrem as empresas que apresentaram um faturamento líquido ajustado igual ou maior do que R$ 90 milhões no seu último balanço;
2 - Empresas com Faturamento até R milhões - Concorrem as empresas que apresentaram faturamento líquido ajustado menor do que R$ 90 milhões.
O limite de R$ 90 milhões foi tomado dos critérios de classificação utilizados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES.

 

Quem pode participar das melhores em desempenho social?

Para a realização do trabalho de análise voltado à identificação das melhores empresas cearenses do ponto de vista do desempenho social, são consideradas aquelas empresas que apresentam ao Prêmio seus balanços sociais dos anos de 2015 e 2016, levantado segundo modelo definido e divulgado pelo Prêmio Delmiro Gouveia.

A. Atuação junto à Sociedade -  Somente podem marcar pontos as empresas que realizam investimentos sociais junto à sociedade em geral e não somente aquelas que atuam apenas junto a seus funcionários;
B. Abrangência da atuação junto à sociedade - Exige-se que os investimentos sociais realizados para o público fora da empresa tenham abrangência social, isto é, representem impacto relevante junto à comunidade como um todo.

 

Qual a metodologia para apontar as melhores do ponto de vista social?

Para efeito do Prêmio, foi considerado importante dar-se início no Ceara à consideração da avaliação do desempenho social das empresas que dele participarem, abordando questões de iniciativa da empresa com relação a seu publico interno (funcionários), com relação a seu publico externo (sociedade em geral), oportunidades de emprego e reconhecimento às minorias, geração de impostos e geração de empregos.


Para tanto, cada fator desse, isoladamente, será devidamente avaliado com base no modelo de balanço social definido pelo Prêmio e preenchido pelas empresas que se dispuserem a divulgar as informações de suas ações sociais.


No processo de análise desse desempenho o Prêmio considera apenas os dados do balanço social e se os mesmos estarão consistentes com os números das demonstrações contábeis, não pesando, no caso, os demais fatores decisivos no desempenho econômico-financeiro antes comentados. As melhores em desempenho social também são classificadas por porte.


Para esse fim, é utilizado o seguinte conjunto de indicadores e respectivos pesos:

INDICADORES AVALIADOS

A - Ações sociais de Iniciativa da Empresa com relação a seu público Interno (empregados)
Investimentos sociais no ambiente interno em relação à Receita Líquida no ano - Medido pela divisão do total dos investimentos sociais vertidos para os empregados (saúde, alimentação, previdência, creches, qualificação, etc., exceto os encargos sociais recolhidos) pelo Faturamento Líquido ajustado da empresa no ano.
Investimentos sociais médios por empregado - Medido pela divisão do total dos investimentos sociais vertidos para os empregados (saúde, alimentação, previdência, creches, qualificação, etc., exceto os encargos sociais recolhidos) pelo número de empregados no ano.
B - Ações sociais de Iniciativa da Empresa com relação ao público externo (sociedade em geral):
Investimentos em programas sociais na comunidade - Medido pela divisão do volume total dos investimentos em programas sociais (escolas, creches, cultura, lazer, saneamento, alimentação, etc.), somados ao Investimentos na área ambiental, pelo valor do Faturamento Líquido Ajustado da empresa no ano.
C - Apoio às Minorias na oferta de empregos, pontuando inclusive a ocupação de cargos de chefia.
D - Investimentos Compulsórios com Impacto Social, medidos pela representatividade dos Tributos Gerados.
E - Geração de Empregos, identificado pela variação na quantidade de empregados informada para cada ano.
F - Os números e as informações evidenciadas devem apresentar consistência em relação às demonstrações financeiras e com as mutações patrimoniais apresentadas nos balanços.

 

 

 

As melhores no desempenho social também são classificadas por porte.

1. Empresas com Faturamento acima de R$ 90 milhões - Concorrem as empresas que apresentem um faturamento líquido ajustado superior a R$ 90 milhões no seu último balanço;
2. Empresas com Faturamento até R$ 90 milhões - Concorrem as empresas que apresentem líquido ajustado de até R$ 90 milhões.

O limite de R$ 90 milhões foi considerado a partir dos critérios de classificação utilizados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES.

 

Contabilistas - Critério de premiação.

Como se viu nas edições anteriores, o Prêmio Delmiro Gouveia, em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC/CE), novamente escolheu premiar cinco contabilistas pela reconhecida qualidade técnica das demonstrações contábeis por eles elaboradas e entregues ao Prêmio para análise.


Essa iniciativa tem por base a necessidade de reconhecer a grande importância do trabalho profissional dos contabilistas, pois sem as demonstrações contábeis por eles elaboradas a sociedade e o Prêmio Delmiro Gouveia não poderiam conhecer o desempenho das empresas e muito menos premiá-las por isso.


Para efeito desse reconhecimento foi avaliada a qualidade das demonstrações elaboradas sob a perspectiva dos critérios da Lei nº 6.404/76 e das Normas Brasileiras de Contabilidade emanadas pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

 

Observações técnicas finais

Todas as demonstrações contábeis publicadas pelas empresas ou por elas entregues ao Prêmio Delmiro Gouveia foram objeto de acurada análise, sendo todas elas submetidas a um processo de padronização de dados, com especial destaque à realização da correção monetária de balanço e conseqüente efeito nos resultados históricos apurados, bem como todos os valores foram trazidos para a data de 31.12.2016, de modo a torná-los comparáveis entre si e com as demais empresas, trabalhando-se com números reais.
Nesse processo o Prêmio utilizou a variação do Índice Geral de Preços Mercado - IGPM, apurado e divulgado pela Fundação Getúlio Vargas.

Categorias de Premiação

O Prêmio divide-se em cinco grandes categorias

Melhor Desempenho Financeiro, acima e até R$ 90 milhões

Empresas com destacado desempenho sob os aspectos de liquidez, lucratividade e crescimento das vendas.

Melhor Desempenho Social, acima e até R$ 90 milhões

Empresas com o melhor desempenho no conjunto de ações sociais direcionadas a empregados, à sociedade em geral, apoio às minorias na oferta de empregos, Investimentos compulsórios com impacto social (tributos e encargos sociais), geração de empregos e certificações relacionadas à qualidade, gestão do meio ambiente e prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.

Maiores Empresas cearenses

Empresas que se destaquem como maiores considerando-se conjuntamente: vendas líquidas, patrimônio líquido, ativo total ajustado, resultado final líquido, impostos gerados, e quantidade de empregados.

Destaque Contabilistas (parceria com CRC-CE)

Prêmio direcionado aos profissionais da contabilidade, pela qualidade e transparência das demonstrações contábeis.

Destaque Sebrae (pequenas e médias empresas)

Prêmio que agracia as pequenas e médias empresas que se destacaram durante o ano.

Como as empresas podem participar?

O envio das informações deverá ser realizado até 30 de setembro de 2017.

Para permitir a participação de sua empresa no Prêmio Delmiro Gouveia, você deve preencher as planilhas disponiveis para download no link Cadastro.

Este arquivo, é uma planilhas (Excel) no qual devem ser inseridos os dados cadastrais da empresa, bem como informações extraídas das Demonstrações Contábeis

Depois de preenchidas e assinadas pelo contabilista, as planilhas devem ser enviadas para o escritório do Prêmio Delmiro Gouveia - Edição 2017, no endereço: Av. Antônio Sales, 1317 - Joaquim Távora, Fortaleza - CE, 60135-101 - 1º Andar, Sala 102. - Condomínio Edifício Nordeste Center, ou pelo email: delmiro.inscricoes@opovo.com.br

O arquivo LEIA . traz instruções para o preenchimento das planilhas e envio  ao Prêmio Delmiro Gouveia (é necessário ler o conteúdo do arquivo antes de preencher as planilhas).

 

Informações Importantes


A planilha contém as seguintes pastas:

A - Dados Cadastrais – Informações gerais acerca da empresa. É imprescindível preenchimento dos campos: CNPJ, Razão Social, Organização Societária, Setor e Ramo de Atividade, quantidade de empregados e incentivo fiscal no quadro 1, bem como os demais quadros. As empresas que participaram de edições anteriores do prêmio já se encontram cadastradas em nosso banco de dados e poderão, portanto, preencher apenas os campos cujas informações necessitem de atualização. Chamamos atenção para o preenchimento do campo "quantidade de Empregados" de 2016 cuja informação é relevante para os critérios de premiação.

  

B - Demonstrações Contábeis – Informar as datas de publicação das três últimas Demonstrações Contábeis, assim como o Jornal onde foi publicada, e fornecer o detalhamento da Demonstração do Resultado do Exercício usada para o cálculo do EBITDA ou LAJIDA (Lucro Antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização), cuja informação é utilizada como critério de premiação.

 

C - Balanço Social – Informações para análise das empresas na categoria social. Caso a empresa possua documentações adicionais sobre seus projetos sociais (folders, certificados, etc.), além de preencher as informações solicitadas na planilha, deve remeter tal documentação para a equipe de análise do prêmio, no endereço indicado para a remessa das Demonstrações Contábeis. Ainda que a empresa deseje concorrer ao prêmio apenas na categoria responsabilidade Social, a remessa das Demonstrações Contábeis é necessária.

 

D – DVA – A Demonstração do Valor Adicionado (DVA) deve ser preenchida de com as Instruções para Preenchimento, que constam na própria planilha. Informamos que a Elaboração e Divulgação da DVA passaram a ser obrigatórias, de acordo com a Lei nº 6.404/76 atualizada.

 

 

Demonstrações


Empresas que estão concorrendo pela primeira vez deverão encaminhar as Demonstrações Contábeis relativas aos exercícios encerrados em 2014, 2015 e 2016.

Empresas que já participaram de edições anteriores do prêmio podem remeter somente as Demonstrações Contábeis relativas ao exercício encerrado em 2016. O conjunto de Demonstrações Contábeis deve ser o mais completo possível, abrangendo inclusive relatório da administração e notas explicativas e Parecer dos Auditores Independentes. Não sendo possível, a empresa deverá remeter no mínimo Balanço Patrimonial e Demonstração de Resultado do Exercício.

A remessa deverá ser feita até 30 de setembro de 2017.

Conceitos Técnicos Usados

O Delmiro Gouveia baseia-se numa cesta de critérios técnicos desenvolvidos por auditores do mercado.
Este rigor na avaliação é o grande diferencial do prêmio que se firma no princípio da análise
das performances administrativas e financeiras das empresas.

O Prêmio Delmiro Gouveia baseia todo seu trabalho numa metodologia de análise técnica fundamentada em conceitos teóricos já consagrados, tanto no mundo acadêmico como na prática da análise de desempenho de empresas. Para que os resultados do Prêmio possam ser claramente entendidos, divulgamos abaixo os esclarecimentos que permitem o conhecimento dos principais termos e conceitos técnicos utilizados na metodologia de análise e definição das maiores e melhores do Prêmio Delmiro Gouveia.

1. Lucro Líquido Ajustado - É o Lucro Líquido ou resultado líquido positivo apresentado na Demonstração do Resultado do Exercício, após o reconhecimento dos efeitos da perda de poder aquisitivo da moeda utilizada para a mensuração dos itens do Ativo e do Passivo nas demonstrações contábeis. É o lucro liquido após considerados os efeitos da inflação.

A apuração desse efeito foi feita pelo Prêmio mediante a correção do saldo do Patrimônio Líquido e Ativo Permanente de início de exercício, considerando-se também as variações nestes grupos ao longo do exercício. Essa correção foi feita tomando-se a variação cheia do índice Geral de Preços do Mercado - IGPM no caso da correção do saldo inicial e a variação média desse mesmo índice no caso das mutações ocorridas ao longo do exercício.

Após esse procedimento, o Prêmio efetuou a atualização dos itens de receitas e despesas nominais que constavam na Demonstração de Resultados do Exercício, utilizando para tanto a variação média do IGPM.

Na falta de mais informações nos balanços das empresas, o Prêmio assumiu que as mutações do Patrimônio Líquido e do Ativo Permanente, bem como a formação das receitas e despesas ocorreram em média ao longo do exercício.

2. Patrimônio Líquido Ajustado - É o somatório do capital mais reservas que representa o valor do Patrimônio Líquido da empresa, consignado em seu balanço patrimonial, após considerados os efeitos da inflação (ver item Lucro Líquido Ajustado).

3. Ativo Total Ajustado - É a soma dos diversos itens de patrimônio à disposição da empresa para o desempenho de suas atividades, demonstrados no Balanço Patrimonial como ativos, após considerados os efeitos da inflação (ver item Lucro Líquido Ajustado).
0 Prêmio, por considerar que as duplicatas descontadas representam, na verdade, um empréstimo calçado em duplicatas a receber, reclassificou essa conta para o Passivo Circulante.

4. Passivo Total Ajustado - É a soma de todas as obrigações que a empresa tem a saldar com terceiros no final do exercício considerado, mais os resultados de exercícios futuros já recebidos e o valor de seu Patrimônio Líquido, após considerados os efeitos da inflação (ver item Lucro Líquido Ajustado).

5. Ativo Circulante - Correspondem aos bens e direitos que se espera venham a ser Caixa no curto prazo (normalmente até o fim dos 12 meses seguintes à data base do balanço), conforme divulgados pelas empresas em suas demonstrações, sem a dedução do saldo de duplicatas descontados, pois o Prêmio o reclassificou no Passivo Circulante.

6. Passivo Circulante - As obrigações que devem ser pagas no curto prazo (normalmente até o fim dos doze meses seguintes à data de referência do balanço), conforme divulgados pelas empresas em suas demonstrações, acrescido do saldo de duplicatas descontadas que fora reclassificado do Ativo Circulante para este grupo.

7. Realizável a longo Prazo - Compreendem os bens e direitos que se espera venham a ser Caixa no longo prazo (normalmente após decorridos os primeiros doze meses depois da posição a que se refere o balanço), conforme divulgados pelas empresas em suas demonstrações.

8. Exigível a longo Prazo - As obrigações que devem ser pagas no longo prazo (normalmente após o fim dos doze meses seguintes à data de referência do balanço), conforme divulgadas pelas empresas.

9. Vendas líquidas Ajustadas - Refere-se ao valor total de bens e/ou serviços vendidos/prestados por conta das operações normais de venda à vista e a prazo da empresa, seja no mercado nacional, seja no mercado externo, deduzidas dos abatimentos, descontos e dos impostos sobre vendas, considerando-se o valor real apurado após o reconhecimento dos efeitos inflacionários (ver item Lucro Líquido Ajustado).

10. Ativo Diferido - Correspondem às aplicações de recursos já realizadas que contribuirão para a formação do resultado de mais de um exercício social no futuro, tais como "Despesas pré-operacionais", "Gastos de reestruturação", "Despesas com pesquisa e desenvolvimento", etc.

11. Lucro Bruto - Resultado apurado após a dedução do custo com as mercadorias vendidas ou serviços prestados das receitas com vendas líquidas, o qual deverá ser usado para a cobertura dos demais gastos operacionais da empresa.

12. Lucro Operacional - Resultado apurado após a dedução do Lucro Bruto de todas as receitas e despesas necessárias ou decorrentes das operações normais da empresa.

13. Ações Sociais de Iniciativa da Empresa - 0 valor dos investimentos declarados no Balanço Social elaborado pela Empresa que foi dedicado a custear diversos programas sociais voltados a beneficiar seus próprios empregados (ações sociais internas) ou a beneficiar pessoas da comunidade que a cerca (ações sociais externas), subtraindo-se desses investimentos o valor dos tributos gerados por conta dessas ações em função de sua existência.

14. Apoio às minorias na oferta de empregos - A participação relativa das classes sociais menos favorecidas no mercado de trabalho na composição do quadro de colaboradores mantidos pela empresa, com destaque para negros, deficientes físicos, mulheres e maiores de 45 anos, inclusive quando em funções de chefia, conforme números constantes do balanço Social da Empresa;

15. Investimentos compulsórios com impacto social - 0 valor dos custos ou arrecadações feitas pela empresa e repassados ao setor público a título de impostos ou de encargos sociais, conforme números constantes do Balanço Social elaborado pela entidade.

16. EBITDA ou LAJIDA - O EBITDA (Earnings Before Interest Rates, Taxes, Depreciation and Amortization) ou LAJIDA (Lucro antes dos Juros, Impostos sobre o Lucro, Depreciação e Amortização) representa os recursos operacionais gerados pela empresa, ou seja, quanto a empresa gerou de recursos apenas em suas atividades, sem levar em consideração os efeitos financeiros e de impostos sobre os lucros. Foi incluído nos critérios do Prêmio por se tratar de um indicador usualmente utilizado para avaliar o desempenho operacional da empresa.

17. Valor Adicionado - O Valor Adicionado constitui-se da receita de venda deduzida dos custos dos recursos adquiridos de terceiros. É, portanto, o quanto a entidade contribuiu para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

18. Demonstração do Valor Adicionado - A Demonstração do Valor Adicionado tem a função de divulgar e identificar o valor da riqueza gerada pela entidade, e como essa riqueza foi distribuída entre os diversos setores que contribuíram, direta ou indiretamente, para a sua geração.

Galeria

Entrega do Prêmio Delmiro Gouveia 2016

Edições Anteriores

O Prêmio, desde 2001, constitui-se num certificado de boa gestão
no mercado regional e nacional.


MAIORES EMPRESAS DO CEARÁ
Colocação CNPJ Razão Social Setor de Atividade Ramo de Atividade
1 07.206.816/0001-15 M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENT Indústria Alimentos
2 18.390.679/0001-38 SOLAR.BR PARTICIPAÇÕES S.A. Indústria Bebidas
3 07.047.251/0001-70 COMPANHIA ENERGÉTICA DO CEARÁ Serviços Energia
4 89.850.341/0001-60 GRENDENE S/A Indústria Calçados
5 63.310.411/0001-01 TRÊS CORAÇÕES ALIMENTOS S.A. Alimentos Indústria
6 05.197.443/0001-38 HAPVIDA PARTICIPAÇÕES E INVESTIMENTO LTDA Serviços Diversos
7 05.868.278/0001-07 PORTO DO PECÉM GERAÇÃO DE ENERGIA S/A Serviços Energia
8 14.998.371/0001-19 J. MACÊDO S/A Indústria Alimentos
9 07.332.190/0001-93 VICUNHA TÊXTIL S/A Indústria Confecções e Têxteis
10 07.040.108/0001-57 COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO CEARÁ Serviços Saúde
MELHORES EM DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO ACIMA DE R$ 90 MILHÕES
Colocação CNPJ Razão Social Setor de Atividade Ramo de Atividade
1 06.048.417/0001-00 CONSTRUTORA COLMEIA S.A. Indústria Construção
2 12.528.708/0001-07 AERIS INDUSTRIA E COMERCIO DE EQUIPAMENTOS PARA GE Serviços Energia
3 01.287.588/0001-79 DASS NORDESTE CALCADOS E ARTIGOS ESPORTIVOS S.A. Indústria Calçados
4 05.353.545/0001-03 NORMATEL ENGENHARIA LTDA Comércio Varejista
5 04.659.917/0001-53 CGTF - CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A Indústria Mecânica
MELHORES EM DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO ATÉ R$ 90 MILHÕES
Colocação CNPJ Razão Social Setor de Atividade Ramo de Atividade
1 11.477.001/0001-4 CENTRAL GERADORA EOLICA ICARAI II S.A Serviços Diversos
2 10.485.488/0001-48 CONSTRUTORA PLATO LTDA - EPP Serviços Construção Civil
3 10.288.617/0001-08 MS PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS S.A. E CONTROLADAS Serviços Diversos
4 07.063.748/0001-82 CENTRAL EOLICA PRAIAS DE PARAJURU S/A Serviços Energia
5 07.801.309/0001-20 BIOMATIKA IND. E COM. DE PRODUTOS NATURAIS LTDA. Indústria Higiene e Limpeza
MELHORES EM DESEMPENHO SOCIAL ACIMA DE R$ 90 MILHÕES
Colocação CNPJ Razão Social Setor de Atividade Ramo de Atividade
1 05.868.278/0001-07 UNIMED FORTALEZA SOCIEDADE COOPERATIVA MÉDICA LTDA Serviços Saúde
2 01.224.164/0001-65 VIAÇÃO URBANA LTDA Serviços Transporte
3 07.206.816/0001-15 M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS Indústria Alimentos
4 07.047.251/0001-70 COMPANHIA ENERGÉTICA DO CEARÁ Serviços Energia
5 06.626.253/0001-51 EMPREENDIMENTOS PAGUE MENOS S.A. Comércio Varejista
MELHORES EM DESEMPENHO SOCIAL ATÉ R$ 90 MILHÕES
Colocação CNPJ Razão Social Setor de Atividade Ramo de Atividade
1 01.525.817/0001-46 ADVANCE COMUNICAÇÃO E MARKENTING LTDA Serviços Telecomunicações
2 06.224.352/0001-07 JM Aduaneira Serviços e Comercio Ltda Serviços Diversos
3 08.707.061/0001-03 GUANABARA EXPRESS TRANSPORTE DE CARGAS S/A Serviços Transporte
4 23.725.062/0001-66 UNIODONTO DE FORTALEZA-COOP. ODONTOLÓGICA LTDA Serviços Saúde
CATEGORIA CONTADOR 2016
Nome do Contabilista Empresa
ALYNE VALENTIM MUNIZ COMPANHIA DE GÁS DO CEARÁ
ANDRÉ OSVALDO DOS SANTOS ENEL
MARCOS EZEQUIAS CAVALCANTE COSTA EMPREENDIMENTOS PAGUE MENOS S/A
MAGALI CARVALHO FAÇANHA M DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS
RAIMUNDO NONATO J MACÊDO S/A
CATEGORIA DESTAQUE SEBRAE
Colocação Razão Social
1 J.A ARAUJO SERVIÇOS DE ALIMENTAÇAO - ME
2 GOMES DE MATOS CONSULTORES ASSOCIADOS
3 WU INDUSTRIA E COMERCIO DE COSMETICOS
Voltar
Endereço: Av. Antônio Sales
1317 - Joaquim Távora, Fortaleza - CE
60135-101 - 1º Andar, Sala 102.
Condomínio Edifício Nordeste Center.

Veja no O POVO Digital

Acesse a versão digital da revista Delmiro Gouveia Economia e Negócios

Revista

PRÊMIO DELMIRO GOUVEIA

Coordenação Geral: Cliff Villar e Raimundo Padilha

Coordenação Executiva: Rebeca Sabóia

Estratégia e Relacionamento: Alexandre Medina e Adryana Joca

 

EQUIPE TÉCNICA - 2017 

Coordenação Geral

Raimundo Francisco Padilha Sampaio
(Especialista em Desenvolvimento Econômico e Mercado de Capitais)

 

 Renata Rouquayrol Assunção
Mestre em Administração e Controladoria

 

Francisca Crislância Oliveira de Barros

Graduada em Ciências Contábeis

 

Francisca Everlene Nogueira Pessoa

Mestranda em Administração e Controladoria

 

Ione Azevedo Cysne

Graduada em Ciências Contábeis

 

Leonardo Nelson Alves Linhares

Graduando em Ciências Contábeis

 

 

Software de Análise Técnica:  Squali - Sistemas de Qualidade

 

DESENVOLVIMENTO

Gerente de Projetos Digitais: Maria Fernandes

Webdesigner: Maria Fernandes e Davi Jucimon

Front-End: Hudson Sampaio

Programador: Hudson Sampaio e Diego Silva