ECONOMIZAR 08/02/2018 - 07h00

Saiba como reduzir os gastos durante o Carnaval

A folia mais esperada do ano, enfim, inicia-se nesta sexta, 9. É importante, porém, ter atenção ao orçamento. Especialistas indicam maneiras de aproveitar as festas e manter o saldo no azul
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19107, 'email': 'hamlet.oliveira@opovo.com.br', 'nome': 'Hamlet Oliveira'}
Hamlet Oliveira hamlet.oliveira@opovo.com.br
Foto: anon_tae/shutterstock
Planejar gastos e ver as melhores opções de economia ajudam a manter a saúde financeira no Carnaval

Para quem vai curtir o Carnaval em Fortaleza, ou em alguma outra cidade cheia de folia, encontrar formas de economizar é importante para que a saúde do bolso seja mantida pós-feriadão. Especialistas indicam que, independente da opção do folião - ficar em casa, ir a festas ou viajar, criar um planejamento financeiro para cada dia auxilia a manter as contas no azul. 

Se a ideia é curtir um roteiro repleto de diversão nas ruas fortalezenses, a capital cearense disponibiliza uma vasta programação gratuita. Além delas, há opções, porém com entradas pagas. Em qualquer um dos contextos, entretanto, o uso de carro particular não é recomendável, explica Alessandra Araújo, professora do curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Ceará (UFC), do campus Sobral. "É estresse para estacionar. Pode ter que pagar para deixar o veículo em um local privado, tem o gasto com gasolina, além de ser um risco para o carro. E a pessoa ainda pode querer beber. Você pode se divertir mais rachando um táxi com amigos", avalia.  

Quando a fome bater, caso o folião esteja na rua, comer em ambulantes não é indicado, tanto por uma questão de saúde quanto financeira, pois os preços tendem a estar inflacionados. Alessandra pondera que, se possível, levar um cooler com sanduíches ou outros lanches leves de casa é uma alternativa que pode resolver esses impasses. A dica de tentar não consumir produtos comercializados nas ruas vale também para as bebidas. Adquiri-las em supermercados a preços bem mais em conta é uma das opções que minimizam gastos. 

As mesmas sugestões sobre alimentação para adultos funcionam para crianças, caso os pais ou responsáveis não queiram deixar de levar os pequenos para os bailinhos, destaca Alessandra. Quando o assunto são os pequenos e as pequenas, contudo, somam-se alertas para brinquedos e itens à venda nesses espaços. A advogada Luana Aquino, mãe do pequeno Benjamin, 2, sabe muito bem como é levar uma criança para festas do tipo. "Quando saímos de casa, o Benjamin já fica pedindo alguma coisa. Ele pede pipoca, estalinho e tudo que tem adereços. Fomos para um Pré-carnaval no Passeio Público e ele pegou um brinquedo e saiu correndo. Aí, tive que voltar e pagar", conta. 

Quanto às fantasias para o filho, a advogada explica que improvisa em cada uma delas, para poder reutilizar e não gastar todos os anos. A dica é reforçada pelo economista Alex Araújo. "A criatividade é o aspecto mais forte para ser trabalhado. Desde aproveitar fantasias de anos anteriores até improvisar mesmo. Vemos cada vez mais isso nos carnavais. É algo que funciona. Dá para aproveitar bem e gastar pouco", pondera.
 
"Se liga" em soluções! 

1.Faça um caixa com reservas
Uma dica mais voltada para quem vai viajar e que também se aplica aos foliões na Capital é ter uma reserva financeira de 30% junto a um valor estipulado para gastos. A prevenção pode auxiliar em uma eventual emergência, como um gasto inesperado com o carro ou com a saúde.

2.Chame os amigos para o esquenta!
Uma das indicações de especialistas é fazer o famoso “esquenta”. Para quem está disposto ao consumo de bebida alcoólica, chamar os amigos para casa e começar a beber antes de chegar ao local da festa ajuda a evitar gastos exacerbados com bebida nas ruas. Encontrar um local tranquilo para levar um cooler ou isopor com gelo também ajuda. 

3.Com que transporte é melhor eu ir?
Se for viajar, prefira deixar o veículo na pousada ou casa alugada. Caso esteja na Capital, mantenha-o na garagem. Além de deixar as ruas mais livres, manter o veículo na garagem evita estresses desnecessários. "Rachar" carro compartilhado, táxi ou uber, ou mesmo optar pelo transporte coletivo, bicicleta ou transporte a pé, são estratégias bastante válidas para o período.

4.Na hora do lanche dos pequenos e das pequenas
Para os pais e responsáveis, manter a segurança alimentar dos pequenos e das pequenas é o ponto mais importante. Logo, focar em lanches saudáveis, preparados em casa, e em espaços de preços mais acessíveis evita gastos excessivos. 

5.Repagine a fantasia de outros carnavais
Com ideias pesquisadas na web ou mesmo ajuda de amigos, é possível combinar diferentes looks e investir na criatividade para evitar maiores gastos com fantasias e adereços. Visitar o centro da Cidade também é indicado para encontrar itens com valores mais baratos. Utilizar peças de anos anteriores e rearranjá-los pode, ainda, ajudar na missão de montar um visual original.   

Leia também 

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

Especialista dá dicas sobre saúde masculina play

Especialista dá dicas sobre saúde masculina

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-10-21_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS