[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] A letra e a poesia do afeto | O POVO
10/11/2015

A letra e a poesia do afeto

Exposição Poesia & Caligrafia reúne obras de @umcartao, @eumechamoantonio e outros três perfis que dividem sentimentos na web
notícia 0 comentários
{'grupo': 'Especial para O POVO', 'id_autor': 16407, 'email': 'andrebloc@opovo.com.br', 'nome': 'Andr\xe9 Bloc '}
André Bloc andrebloc@opovo.com.br
Compartilhar

 

A galeria e loja de arte contemporânea Urban Arts traz a partir de amanhã, às 17 horas, a exposição Poesia & Caligrafia, reunindo trabalhos de cinco poetas urbanos nacionais: Pedro Henrique, Pedro Gabriel, Lucas Brandão, Fábio Maca e Alessandro Novello.


Na verdade, os cinco são mais conhecidos pelas arrobas no Instagram do que pelos nomes: @umcartao; @eumechamoantonio; @blogdolucao; @fabiomaca e @letrasgarrafais, respectivamente. Cada um, de sua forma, imprime afeto no cotidiano. “O grande barato é abreviar palavras sem abreviar sentimentos. Eu condenso, mas a pessoa pode ampliar (o afeto)”, resume Pedro Henrique, que virá a Fortaleza para a vernissage amanhã. Na quinta, às 19 horas, ele lança ainda o livro de postais destacáveis Um Cartão - Sentimentos Cotidianos (Rocco, R$ 24,50), na livraria Cultura.


Apesar de bases semelhantes, os artistas acumulam uma série de diferenças em suas abordagens à arte. Lucão, por exemplo, aposta na simplicidade. “Eu gosto da forma imperfeita, da fonte mais feia, porque acho que ela prova a presença da vida no trabalho artístico”, defende.


Já Fábio Maca faz o contrário - primeiro a estética, depois a poesia. Ele abandonou a carreira na publicidade para investir na ousadia da caligrafia, para a qual o visual é essencial. “Diferente do Twitter, no Instagram meus 140 caracteres podiam tem uma interpretação visual. O que eu dizia carregava junto a estética da caligrafia”, defende, justificando a escolha de plataforma. Além da rede social, Fábio trabalha ainda como tatuador independente, em que imprime seu trabalho autoral na pele de clientes.


Do quinteto, quem mais adentra o cotidiano é também o mais veterano deles, Alessandro. Para ele, arte é algo que parte das pessoas, que junto à cidade são suas grandes inspirações. “Sempre gostei e prestei atenção nos movimentos urbanos, nas intervenções que levavam algum tipo de alegria às pessoas. Acredito muito nas pequenas revoluções e um dia decidi fazer a minha”, diz, sobre a escolha de reutilizar garrafas como meio de arte. No caso de Alessandro, as obras podem até ficar eternizadas nas redes sociais, mas o trabalho completo é quando as garrafas voltam às ruas repaginadas.


Antes de chegar a Fortaleza, a exposição já passou pela Urban Arts da Oscar Freire (São Paulo). “Diariamente, me deparo com compartilhamentos de muitas das frases que vamos expor. Queremos, com a exposição, incentivar a disseminação de bons sentimentos”, resume Camila Feitosa, sócia da Urban Arts Fortaleza.


No fundo, a relação de arte analógica com meio digital passa por isso: disseminação. Ao todo, os cinco perfis somam mais de 1,6 milhão de seguidores - sendo muitos potenciais artistas urbanos. “A poesia e a arte não são nossas, são do povo. Esse movimento todo nas ruas, nos muros, nas camisetas é a arte se popularizando. Isso é lindo demais”, resume Lucão.

 

SERVIÇO

 

Poesia&Caligrafia

Quando: Vernissage amanhã, às 17 horas.

Onde: Urban Arts Fortaleza (Rua Barbosa de Freitas, 1050 – Meireles)

Entrada franca

Horário: de segunda a sábado, das 10 às 19 horas.

Telefone: 3268 3341

 

SAIBA MAIS


@umcartao

680 mil seguidores; 1,6 mil publicações. Uma cor forte de fundo, uma frase marcante na frente é a marca de Pedro Cordeiro desde maio de 2014.

@eumechamoantonio

650 mil seguidores; 8,3 mil publicações. Antônio, ou melhor, Pedro Gabriel, faz do guardanapo arte. São frases e poemas visuais quase sempre na frágil superfície de papel.


@blogdolucao

267 mil seguidores; 2,2 mil publicações. Amor e saudade permeiam os poemas do publicitário goiano Lucas Brandão, o Lucão.

 

@fabiomaca

46 mil seguidores; 850 publicações. A arte de Fábio Maca é a caligrafia - mas ele também se arrisca na poesia. Em papel, quadro ou tattoo, cada letra é parte de um conjunto de obras de arte.

@letrasgarrafais

15 mil seguidores; 250 publicações. Projeto de gentileza urbana que migrou também ao Instagram, o Letras Garrafais é encabeçado por Alessandro Novello, que une caligrafia e poesia nos poucos centímetros de uma garrafa de bebidas.

 

> TAGS: a letra e a poesia do afeto
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-12-12_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

O POVO Entretenimento | Vida & Arte