[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] RuPaul's Drag Race, fenômeno de audiência, inicia sétima temporada | O POVO
Reality show 02/03/2015

RuPaul's Drag Race, fenômeno de audiência, inicia sétima temporada

RuPaul's Drag Race conquista fãs ao redor do mundo com lições sobre respeito e orgulho à comunidade LGBT e muito humor
notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 19003, 'email': 'flavioaugusto@opovo.com.br', 'nome': 'Fl\xe1vio Augusto Pinto '}
Flávio Augusto Pinto flavioaugusto@opovo.com.br
DIVULGAÇÃO / LOGO TV
Sob a alcunha de RuPaul, RuPaul Charles é um ator, modelo, drag queen, cantor e estrela do reality
Compartilhar


Carisma, singularidade, coragem e talento. Estas são as quatro qualidades fundamentais que toda drag queen deve ter para se tornar uma estrela. Quem garante é RuPaul Charles, ator, cantor, modelo e uma das mais famosas drag queens do mundo, apresentador do reality show RuPaul’s Drag Race, um dos mais populares programas do gênero, e que chega hoje à sua sétima temporada nos Estados Unidos.


Originalmente desenvolvido para a MTV norte-americana, o reality show de competição estreou no canal Logo em fevereiro de 2009, e rapidamente se tornou a produção original de maior audiência da emissora. Mesmo depois de seis temporadas de muito sucesso, a fórmula ainda permanece a mesma: semanalmente, as competidoras participam de gincanas e provas onde são testadas suas habilidades em canto, dança, costura, talento, humor e personalidade.


A cada episódio, as duas candidatas com o menor rendimento disputam a chance de permanecer no programa em uma prova conhecida como Lipsync for your Life (“Dublagem por sua vida”, em tradução livre), onde dublam clássicos de divas eleitas pela comunidade gay, como Madonna, Britney Spears, Cher e Donna Summer. A mais bem sucedida permanece (salvo exceções quando as duas candidatas permaneceram ou ambas foram eliminadas).


O sucesso do reality gerou outras duas séries derivadas. RuPaul’s Drag U, na qual participantes de temporadas anteriores competiam em equipes e aplicavam as lições do programa em pessoas comuns, e RuPaul’s Drag Race - All Stars, seguindo o formato padrão do original, só que com a participação de personagens memoráveis da série atuando em duplas.


Quebrando tabus

Para o acadêmico de Psicologia Mauro Reis Albuquerque, o sucesso do reality show tem um papel fundamental na ampliação da visão social em relação às drag queens, que comumente estão no imaginário popular cobertas de preconceito. “Antes de assistir ao programa, acreditava que os performers eram somente homens que se vestiam de mulher para se prostituir ou, depois de um pouco de evolução, que se montavam por lazer, por questões identitárias”, afirma.

 

“Eu não imaginava que fosse uma forma de arte e de performance, que tivesse uma estética própria, uma história de décadas que fala sobre resistência, e que criou toda uma cultura que envolve e motiva discussões de gênero tão importantes atualmente.” Após vários anos assistindo a reality shows de competição como America’s Next Top Model e Top Chef, Mauro encontrou em RuPaul’s uma força dupla dentro da categoria. “O programa consegue pegar personalidades distintas, com passados muito ricos, e nos permite conhecer todas essas histórias. Ao mesmo tempo em que é uma competição, onde nos divertimos acompanhando os desafios e os dramas (risos)”.


Através de sua namorada, o professor Guilherme Bakunin conheceu a série e logo ficou viciado. “Quando meus pais viajaram e minha namorada veio passar uns dias em casa, eu perguntei a ela o que poderíamos ver enquanto jantávamos e ela sugeriu o reality. Em poucos dias eu já tinha visto toda a quinta temporada”. Enquanto estudava na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Guilherme chegou a acompanhar de perto shows de drag queens, mas o programa ofereceu uma incursão maior neste mundo para o professor.


“O programa oferece em diversos episódios uma incursão no drama pessoal de suas participantes, em diversos momentos elas se expressam de maneira sincera a respeito de suas experiências como drag queens e homossexuais. Receber esses relatos, ainda que sob o filtro de uma edição de reality show, já é uma repercussão considerável que o programa faz gerar na cultura pop, contribuindo para que a cultura e as pessoas que efetivamente fazem parte dela tornem-se mais familiares e ordinárias”, relata.


RuPaul em Português

Devido ao sucesso do reality no Brasil, em 2014 foi produzida uma versão nacional para a internet. Seguindo o mesmo mote da série americana, Academia das Drags é apresentada por Silvetty Montilla, e tem oito participantes competindo pelo título de melhor drag do País. Uma segunda temporada já foi encomendada, que deve estrear em 2015.

 

Durante o último ano, a boate Music Box, em Fortaleza, recebeu dois shows com ex-participantes de RuPaul’s Drag Race: Jujubee (terceira colocada da segunda temporada) e Alaska Thunderfvck (segunda colocada da quinta temporada). O canal VH1 Brasil chegou a exibir as quatro primeiras edições. Todas as seis temporadas completas de RuPauls Drag Race estão disponíveis com legenda no Netflix. A sétima temporada estreia hoje, nos Estados Unidos, pelo canal e site da emissora Logo. Os brasileiros ainda não poderão ter acesso à nova temporada, que ainda não tem data de previsão para estrear por aqui.

 

Alguns bordões da RuPaul

 

“Senhores, liguem seus motores! E que a melhor mulher vença!”

(fala inicial do programa)  

 

“Se você não ama a si mesmo, como que diabos vai conseguir amar alguém?”

(frase de encerramento do episódio)  

 

“Chegou a hora de vocês dublarem por suas vidas”

(citação antes de apresentação final entre as participantes na berlinda de eliminação)


“Shantay, You Stay”

(dito às participantes que permanecem na competição)

 

“Sachè, Away”

(dito à concorrente eliminada)  

 

“Silêncio, tomei a minha decisão. Tragam as minhas garotas aqui”

(após as deliberações do júri)

 

SERVIÇO

 

RuPaul’s Drag Race

Brasil: Netflix (seis temporadas completas com legendas)

Estados Unidos: Netflix e Logo TV (emissora de TV e no site)

7ª temporada: Estreia hoje, 2 de março, nos Estados Unidos. Ainda não há previsão de estreia no Brasil

 

SAIBA MAIS


Chama-se drag queen o homem que se veste com roupas exageradas femininas estilizadas. Drag queens são artistas performáticos que se travestem, fantasiando-se cômica ou exageradamente com o intuito geralmente profissional artístico. No mais das vezes, apresentam-se em boates, bares e eventos

 

> TAGS: televisão
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-12-12_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

O POVO Entretenimento | Vida & Arte