Literatura 24/04/2012

Contos para romance

Tércia Montenegro lança hoje, às 19 horas, na Livraria Cultura, O Tempo em Estado Sólido, seu quarto livro de contos
notícia 0 comentários
Enviar por e-mail Imprimir Aumentar texto Diminuir texto Corrigir
Compartilhar
FCO FONTENELE
Envolvida com a escrita de seu primeiro romance, Tércia Montenegro lança novo título


“Nessa época de lançamento, você tem que esquecer o livro do momento para se lembrar do de dois anos atrás”, conta Tércia Montenegro. A escritora cearense e professora do Departamento de Letras da Universidade Federal do Ceará (UFC) tem deixado de lado por um tempo o trabalho em sua próxima obra para retornar ao quarto livro de contos, escrito entre 2009 e 2010.


O Tempo em Estado Sólido será lançado hoje, às 19 horas, na Livraria Cultura, com palestra da autora e sessão de autógrafos. Vencedor do Prêmio Nacional Ideal Clube de Literatura e do Prêmio Governo do Estado de Minas Gerais, ambos de 2010, o livro foi selecionado com outros três na primeira temporada de originais da editora paulista Grua e inaugura a coleção – os outros autores são o paulista Luis Roberto Amabile, o paranaense Luiz Andrioli e Tailor Diniz, gaúcho.


Em comparação aos seus três livros anteriores dedicados ao conto – O Vendedor de Judas (1998), Linha Férrea (2001) e O Resto do Teu Corpo no Aquário (2005) –, este traz a diferença de que alguns dos personagens figuram em mais de um dos 18 textos reunidos. Por vezes, o nome dos personagens não é repetido, mas o leitor percebe que aquele mesmo sujeito que páginas atrás havia dispensado a namorada, agora está coincidentemente presenciando o ápice de uma noitada da moça solteira.


“Eu permaneci mais tempo com os personagens”, diz Tércia. Acostumada ao gênero curto, ela considera o livro um exercício para o romance, sua próxima empreitada literária. Mas avisa aos que já estão ansiosos pelo próximo livro: “Vai demorar!”.


Solidão

A escritora tem cada vez mais buscado escrever de forma lenta, sem a exigência de prazos, e sempre em profunda concentração, isolada.

 

“Há escritores que escrevem em qualquer situação, em qualquer lugar, mas eu não sou dessas pessoas”, fala Tércia, achando graça. “Eu não consigo escrever nem se os meus gatos estiverem no mesmo ambiente. Preciso me trancar e desligar todos os aparelhos”.


O ofício do escritor é umas das facetas do tema recorrente em sua literatura: a solidão. Na leitura dos contos, não é raro você se deparar com a solidão de seus personagens, desde o rapaz que a busca como sua própria liberdade, até a fotógrafa que se atira a uma estranha com uma fome insaciável de intimidade.


“Você pode ter duas perspectivas. Ver a solidão como um traço de abandono, de desamparo, a personagem coitada, que é geralmente o que as pessoas veem. Mas também tem a solidão como busca, quer dizer, você só pode se autoconhecer se estiver resguardado das multidões, você só consegue se ouvir quando não há ninguém por perto”, contrapõe. Em um caso ou noutro, a leitura é a sua alma gêmea.

 

SERVIÇO

 

O Tempo em Estado Sólido

O quê: Lançamento do novo livro de Tércia Montenegro

Quando: hoje, às 19 horas

Onde: Livraria Cultura (Av. Dom Luís, 1010 – Aldeota)

Preço: R$ 29

Aberto ao público

Outras informações: 4008 0800

 

Enviar por e-mail Imprimir Corrigir
Compartilhar
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Barra Sites do Grupo

Erro: cannot identify image file <cStringIO.StringI object at 0x42ceb58>

O POVO Entretenimento | Vida & Arte