Votação na Câmara Municipal 19/12/2013

Sindicato pressiona e tenta barrar reajuste dos servidores

Dezenas de sindicalistas estiveram ontem na Câmara Municipal e cobraram dos vereadores mais tempo para discutir os 5,7% de reajuste propostos pela Prefeitura. Base aliada tentou antecipar votação, mas oposição barrou
{'grupo': 'especial para O POVO', 'id_autor': 16627, 'email': 'marcosroberio@opovo.com.br', 'nome': 'Marcos Rob\xe9rio '}
Marcos Robério marcosroberio@opovo.com.br
GENILSON DE LIMA/CÂMARA MUNICIPAL
Votação foi adiada para hoje contrariando desejo da base aliada
Compartilhar

Após a Prefeitura de Fortaleza ter anunciado proposta de 5,7% de reajuste para servidores municipais, sindicatos da categoria pressionam os vereadores na tentativa de barrar a votação do projeto, encaminhado pelo prefeito Roberto Cláudio (Pros). Ontem, dezenas de representantes dos trabalhadores ocuparam as galerias da Câmara. Temendo desgaste, a base aliada tentou antecipar a apreciação da matéria. Após longa sessão, porém, a oposição conseguiu a adiar a votação, que deve ocorrer hoje.

 

“Somos contrários aos 5,7% e achamos que o Governo pode chegar a até 10% sem haver comprometimento da Receita Corrente Líquida”, afirma a presidente do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort), Nascélia Silva. Além disso, o sindicato argumenta que a proposta apresentada pelo secretário de Planejamento, Philipe Nottingham, não passou pela mesa de negociação entre gestão e categoria.


Membros do Sindifort se reuniram com alguns vereadores e pediram mais tempo de discussão para a votação do projeto. Não havendo acordo, os sindicalistas se retiraram da Câmara com a certeza de que a matéria seria votada em plenário somente hoje.


No entanto, após ser apreciado na Comissão de Legislação da Casa, o projeto foi incluído na pauta de uma sessão extraordinária, diferentemente do que estava previsto. A oposição acusou a base de RC de enganar os servidores e de fazer manobra para abafar o debate referente ao reajuste.


“Os sindicatos expressaram claramente que não concordam com a forma como a matéria foi enviada. Vocês estão dando um balão no pessoal do sindicato”, criticou Guilherme Sampaio (PT). Toinha Rocha (Psol) afirmou que os sindicatos foram “traídos” e citou que o percentual proposto não se coaduna com o discurso adotado pela gestão na área financeira. “O prefeito disse que arrumou a casa e agora quer dar menos para os servidores?”, questionou.


Marcos Aurélio (PSC) reconheceu que o tempo de discussão é pouco, mas citou avanços ao longo do ano e disse que a resistência à proposta de reajuste parte apenas de “um pequeno grupinho que sempre vai ser contra tudo”.

 

Emendas

Para impedir que a votação ocorresse ontem, João Alfredo (Psol) e Ronivaldo Maia (PT) apresentaram emendas ao projeto original de reajuste. Com isso, a matéria teve de voltar para ser novamente analisada pelas comissões. As duas emendas aumentavam o percentual de reajuste. Porém, ainda na tarde de ontem, ambas receberam parecer contrário do vice-líder do Governo, Didi Mangueira (PDT).


Saiba mais


A proposta de reajuste de 5,7% equivale, de acordo com a Prefeitura, à expectativa de inflação para o ano de 2013.

 

A ideia da Secretaria de Planejamento é implantar o reajuste já na folha salarial de janeiro.

 

O sindicado da categoria, no entanto, cobra reajuste de até 10% para todos os servidores e 15% para professores.

 

Ao lançar a proposta, na última segunda-feira, o secretário Philipe Nottingham afirmou que nem sempre é possível dar ganho real anualmente.

 

“Só acontece quando há uma defasagem grande por uma questão inflacionária ou pela receita ter crescido muito além dos salários. E esse não é o caso, já que nossa receita em 2013 foi de 2,1%, muito abaixo da inflação (5,7%)”, diz.

 

O sindicato, porém, ainda não deu a questão por perdida e prometeu nova pressão hoje na Câmara.

 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Erro ao renderizar o portlet: Barra Sites do Grupo

Erro: cannot identify image file <cStringIO.StringI object at 0x42ceb58>