DIREITOS HUMANOS 16/12/2012

Com bandeira tabu, Jean Wyllys ganha visibilidade em 2012

MARCELLO CASAL JR/ABR
Jean Wyllys comprou brigas dentro da Câmara, marcou posição e fecha o ano com imagem fortalecida
Compartilhar


O Congresso Nacional não é um campo totalmente árido às causas das minorias. Comissões como a de Direitos Humanos e Minorias, na Câmara, e Direitos Humanos e Legislação, no Senado, ainda que não sejam as mais disputadas, são prova disso. O deputado federal Jean Wyllys (PSol-RJ), entretanto, ocupou um espaço em defesa veemente dos LGBTT que era considerado tabu entre seus pares.


O primeiro homossexual assumido do parlamento brasileiro tem se enfrentado com a bancada evangélica. Este ano, o Projeto de Lei 122, que torna o crime de homofobia tão grave quanto o racismo, foi um dos focos de tensão entre ele e seu maior adversário na seara pública, o pastor Silas Malafaia.


Os dois já trocaram insultos como “mentiroso de marca maior”, qualificativo que Malafaia empregou ao rival no Twitter; ou quando Jean afirma que o cristianismo do pastor é “seletivo” para alguns temas, quando se discutia o Projeto de Decreto Legislativo 234/2011, proposto pelo deputado João Campos (PSDB-GO), para derrubar resolução do Conselho Federal de Psicologia que proíbe psicólogos de proporem uma “cura gay”. O vídeo da audiência com os trechos em que Jean se pronuncia já tem quase 600 milhões de visualizações no YouTube.


Para o professor de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará (UFC), Uribam Xavier, Jean é “tem brilho próprio, é muito preparado na sua argumentação. Além disso, lida com temas que mexem com conservadorismo e transforma em bandeira libertária”, avalia. Ainda para o professor, o deputado estaria se tornando figura “maior do que o próprio PSol”, porque ele conseguiria aglutinar um eleitorado difuso. Esses eleitores seriam, inclusive, de matizes ideológicas e partidárias diferentes que se juntam ao redor de uma bandeira. “E esse tipo de política é muito importante para a sociedade”, analisa. A tendência é que com Jean cresça seu capital político nos próximos anos. (AS)

 

> TAGS: psol glbt jean
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Barra Sites do Grupo

Erro: cannot identify image file <cStringIO.StringI object at 0x42ceb58>