[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] Morre o ex-embaixador Dário Castro Alves | Página 2 | O POVO Online
Luso-brasilidade 07/06/2010 - 00h30

Morre o ex-embaixador Dário Castro Alves

Cearense que foi embaixador em Portugal e na Organização dos Estados Americanos morreu, reverenciado como referência nas relações bilaterais
FCO FONTENELE
Dário criou o termo %u201Cluso-brasilidade%u201D

Morreu ontem, aos 82 anos, o diplomata cearense Dário Moreira de Castro Alves. Nascido em Fortaleza, ele foi um dos mais importantes nomes da diplomacia brasileira, tendo exercido cargos em Lisboa, Porto, Roma, Buenos Aires e Moscou, além de ocupar postos nas Nações Unidas, em Nova York, e na Organização dos Estados

Americanos (OEA), em Washington. A passagem mais marcante foi como embaixador do Brasil em Portugal, cargo que ocupou entre 1979 e 1984.

 

“Ele é uma das principais referências nas relações luso-brasileiras. Um grande amigo, um grande incentivador e nossa inspiração”, disse o vice-cônsul de Portugal em Fortaleza, Francisco Brandão.


Presidente do Conselho das Câmaras Portuguesas no Brasil, Rômulo Alexandre Soares destaca que Dário Castro Alves foi, para as relações entre Brasil e Portugal, muito mais que embaixador. “Foi sempre muito ligado à cultura portuguesa”. Destacou ainda o papel como conselheiro de Paes de Andrade, na época em embaixador em Lisboa, assim como de outros que passaram pela representação máxima do Brasil em Portugal. “Todos que o sucederam tiveram nele uma referência”, destaca Soares.


Além do trabalho em Portugal, Dário foi, de 1983 a 1989, embaixador do Brasil na Organização dos Estados Americanos (OEA) e presidiu o Conselho Permanente da entidade em 1984.


Em seu blog, Francisco Seixas da Costa, hoje embaixador de Portugal na França, que teve passagem pela embaixada em Brasília, referiu-se ontem a Dário como “um grande amigo do nosso país, onde criou forte prestígio e deixou uma marca de profunda ligação à nossa cultura”. “Com a sua morte, desaparece uma figura marcante de uma geração brasileira que cultivava uma relação muito forte com Portugal”, completou.


Dário Castro Alves voltou a viver em Fortaleza há quase uma década e enfrentava problemas de saúde nos últimos anos. O corpo foi sepultado ontem, no Parque da Paz.

0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-12-12_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima