Banco 05/06/2012

Cruzeiro do Sul sofre intervenção

notícia 0 comentários
Compartilhar


O Banco Central anunciou ontem a intervenção no Banco Cruzeiro do Sul por problemas na contabilidade e descumprimento a normas do sistema financeiro.


Foi detectado um rombo de R$ 1,3 bilhão decorrente de “insubsistência de crédito”, o que significa que não há “evidências” de que operações nesse valor existam.


Como o patrimônio do banco é de cerca de R$ 1,2 bilhão, o questionamento pode levá-lo a um deficit patrimonial de R$ 100 milhões.


Os dirigentes e controladores foram afastados da instituição e o FGC foi nomeado como administrador temporário. Os bens dos controladores e dos ex-administradores ficarão indisponíveis.


Segundo o BC, o Raet (Regime de Administração Especial Temporária) tem a finalidade de corrigir procedimentos operacionais e eliminar deficiências que possam comprometer o funcionamento do banco. O prazo da intervenção é de 180 dias.


O Banco Cruzeiro do Sul é considerado de pequeno porte e possui autorização para operações comerciais, de investimento e cambiais.


A instituição tem 0,22% dos ativos totais do sistema financeiro e 0,35% dos depósitos, segundo dados de dezembro de 2011. A sede é em São Paulo e há agências no Rio de Janeiro, Campinas, Salvador, Recife, Belém, Macapá e Palmas, além da própria capital paulista.


A intervenção não afeta o funcionamento do banco, que pode fazer operações nas áreas em que tem autorização para atuar.


O prazo para pagamento de dívidas e as datas de vencimento de compromissos de terceiros com a instituição também seguem o cronograma original. (das agências)

 

Compartilhar
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Erro ao renderizar o portlet: Barra Sites do Grupo

Erro: HTTP Error 404: Not Found

Jornal de Hoje | Economia