[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] Taxista é morto ao levar passageiros para o Mondubim | O POVO
Crime 12/03/2015

Taxista é morto ao levar passageiros para o Mondubim

Latrocínio é uma das hipóteses. Francisco Daniel foi atingido com dois tiros. Ninguém foi preso
notícia 1 comentários
Compartilhar

Jéssika Sisnando

cotidiano@opovo.com.br

 

Um taxista foi morto a tiros, na tarde de ontem, dentro de um veículo na rua Humberto Rodrigues, no Mondubim. Francisco Daniel Carlos Moreira, de 24 anos, foi assassinado quando transportava três passageiros. Até o fechamento desta matéria, ninguém tinha sido preso.


De acordo com a proprietária do táxi, Arlene Lima de Souza, Francisco Daniel trabalhava em um vaga arrendada em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza. Ele costumava ficar na rodoviária da cidade e atendeu a pedido de outro taxista para levar três rapazes do alto da Pacatuba ao bairro Mondubim, em Fortaleza, onde foi atacado. O colega tinha feito a corrida da Capital para Pacatuba, mas, como não poderia retornar com o grupo, pediu que Daniel o fizesse.


Segundo informações do perito Leão Junior, já baleado, Francisco Daniel perdeu o controle do automóvel, bateu em um muro e desceu uma calçada. Ele levou dois tiros na cabeça. Informação de que um dos suspeitos saiu baleado não foi confirmada pela Polícia.


A equipe do 19º Distrito Policial, no bairro Conjunto Esperança, em parceria com policiais militares da área, encaminhou três suspeitos para prestarem depoimento, porém, eles foram liberados por falta de provas.


Segundo informações da equipe, testemunhas denunciaram o trio, pois, no momento do crime, eles estavam correndo para um condomínio nas proximidades. Os policiais informaram que os homens não possuíam documentos. O envolvimento deles com o caso não foi confirmado, nem se eles eram os três passageiros levados pelo taxista.


Apesar de os pertences de Daniel não terem sido levados, a Polícia investiga o caso como um possível latrocínio (roubo seguido de morte).


A proprietária da vaga de táxi informou que o rapaz era trabalhador, cumprindo diariamente os pagamentos do carro arrendado. “O pagamento era na segunda, mas ele pagava no domingo. Era pai de uma criança de três anos”, lamentou. A Polícia Militar confirmou que Daniel não possuía antecedentes criminais.

Compartilhar
espaço do leitor
Djalma Monte 13/03/2015 08:40
Está aí motivo para se fazer força-tarefa. Não ficar correndo atrás de táxi pirata! Concordam? Ponha polícia civil e militar, amc, sindicato dos taxistas e motoristas. Morreu um pai de família. E até agora nada!! Esses são os verdadeiros piratas que assolam a cidade.
1
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: maximum recursion depth exceeded while calling a Python object

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Erro ao renderizar o portlet: Barra Sites do Grupo

Erro: <urlopen error [Errno 110] Tempo esgotado para conexão>

Jornal de Hoje | Página Cotidiano