[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] A solução para o trânsito que vem dos não motorizados | O POVO
Trânsito 03/03/2015

A solução para o trânsito que vem dos não motorizados

Modais como a bicicleta aparecem como opção de deslocamento para desafogar o trânsito de Fortaleza - cada vez mais engarrafado. Promessa de mais estrutura pode atrair novos ciclistas
notícia 5 comentários
{'grupo': '.', 'id_autor': 18947, 'email': 'marianafreire@opovo.com.br', 'nome': 'Mariana Freire'}
Mariana Freire marianafreire@opovo.com.br
EDIMAR SOARES
Há um ano e meio, Hélio Barroso decidiu abandonar o carro e o ônibus para se deslocar de bicicleta. Com a decisão, ele alcançou mais regularidade em seus percursos
Compartilhar

A impressão é de que a cidade tem inchado e as ruas têm se atulhado de veículos sem muitas chances de seguir caminho. Enquanto o carro for a primeira escolha do fortalezense para ir de um ponto a outro, a perspectiva de melhora do trânsito não é animadora, apontam especialistas. Segundo Luiz Alberto Sabóia, coordenador do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt), da Prefeitura de Fortaleza, estudos apontam que em torno de um terço do fluxo da Capital é de motoristas à procura de estacionamento.

 

Para minimizar a questão, modais não motorizados se mostram como solução eficiente. “Não se trata de jogar a culpa no automóvel, mas de ter a necessidade de mudar a relação com ele. Eu preciso sair para comprar pão a duas quadras de casa e vou tirar o automóvel da garagem?”, indaga o coordenador do Paitt.


Os modais não motorizados compõem, de acordo com Sabóia, a segunda meta de atuação da Prefeitura em mobilidade - a primeira é o estímulo ao ônibus. “A bicicleta pode ser a nossa estratégia para complementar o transporte público para viagens curtas e médias”, indica. Entre as ações já tomadas nesse sentido, ele aponta, estão a implantação de ciclofaixas, o projeto Bicicletar, de bicicletas compartilhadas, e a ampliação das rotas da Ciclofaixa de Lazer.


Até agosto do próximo ano, garante Sabóia, Fortaleza terá mais 100 km de infraestrutura cicloviária, parte do Programa de Expansão da Malha Cicloviária, da Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP). Atualmente, a malha cicloviária da Capital tem 116,4 km, sendo 78,8 km de ciclovias e 37,6 km de ciclofaixas. Até abril, a região Oeste da cidade recebe novos 13 km de ciclofaixa nas ruas José Cândido, Padre Anchieta, Dom Lino e General Piragibe.


Planejamento

Para as pequenas distâncias, ir a pé ou de bicicleta traz, além de mais eficiência, mais previsibilidade. Foi isso o que motivou Hélio Barroso, 24, a abandonar o carro e o ônibus. “O trânsito de Fortaleza é muito complicado, e eu estava querendo uma regularidade maior no deslocamento”, justifica o estudante sobre a escolha feita há cerca de um ano e meio. “Agora eu tenho um controle maior dos meus horários”.

 

A estimativa da SCSP é de que cerca de 5% da população de Fortaleza se desloque diariamente com bicicleta, de acordo com pesquisas antigas e dados de outras capitais do País. “A bicicleta ainda traz outros benefícios por não ser poluente e levar as pessoas para a rua, dando sensação de segurança”, afirma Luiz Alberto Sabóia.


“Humanizar” o trânsito, ele frisa, é um dos focos de ação da política atual de mobilidade - já que o modo de deslocamento da população influencia a cidade. Professor do Departamento de Engenharia de Transporte (DET) da Universidade Federal do Ceará (UFC), Mário Azevedo corrobora com a ideia. “Sem pessoas na rua, a cidade fica morta. É cada um na sua cela. Temos de mudar a mentalidade dando vida a essas ruas”.


Em “cinco ou seis anos”, aguarda Hélio, será possível perceber um trânsito otimizado. “As pessoas vão deixar de usar o carro e ir para o ônibus e para a bicicleta. Eles são complementares. É para termos todas as opções, e não entupir as ruas de carros. Isso vai otimizar o espaço da malha viária de Fortaleza”, espera o estudante.  

 

A BICICLETA PODE SER A NOSSA ESTRATÉGIA PARA COMPLEMENTAR

O TRANSPORTE PÚBLICO PARA VIAGENS CURTAS E MÉDIAS”

Luiz Alberto Sabóia, coordenador do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt)

 

AS PESSOAS VÃO DEIXAR DE USAR O CARRO E IR PARA O ÔNIBUS E PARA A BICICLETA. ELES SÃO COMPLEMENTARES. É PARA TERMOS TODAS AS OPÇÕES, E NÃO ENTUPIR AS RUAS DE CARROS”

Hélio Barroso, 24, estudante

 

Leia amanhã

O POVO fez teste intermodal e detalha vantagens e dificuldades do deslocamento feito de carro, ônibus e bicicleta em Fortaleza.

Compartilhar
espaço do leitor
rafael 03/03/2015 13:39
+ ciclofaixas/ciclovias na cidade, + campanhas educativas nos veículos de comunicações e + notícias incentivando os leitores. Troquei o carro pela bicicleta para ir ao trabalho em pelo menos 3 dias na semana. Já estou sentindo no bolso e na saúde. Sem falar no prazer de ver a cidade de outra maneira
Peçanha 03/03/2015 12:14
Sou a favor do uso de bicicleta e transporte público. Porém, não adianta tampar o Sol com a peneira. Um grande fator impulsionador do uso do carro é a segurança. A bicicleta, o ladrão aborda e leva (levaram uma minha no 1o uso), já em ônibus há o perigo de assalto na parada e no próprio veículo.
Micael 03/03/2015 11:17
É necessário que a prefeitura faça campanhas de educação para ciclistas e motoristas. Como ciclista em 99% dos meus trajetos passo sufoco diversas vezes, já registrando acidentes e tombos.
Claudio Dantas 03/03/2015 11:10
Se Fortaleza, fosse segura pra aderirmos ao processo seria uma ótima opção, mais os assaltos diários a coletivos e os motoristas que ainda não respeitam os ciclistas desistimulam essa prática!
ErikaPaula 03/03/2015 10:02
Moro em Marcanaú e trabalho em Fortaleza. Troquei o carro pelo metrô + ônibus. Aumentei 15 minutos do meu percurso, mas ganhei em qualidade de vida, com menos stress. No começo foi mais difícil, mas agora só voltaria a usar o carro em extrema necessidade.
5
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-12-12_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

Jornal de Hoje | Página Cotidiano