IGREJA CATÓLICA 29/04/2013 - 19h40

Padre conhecido por apoiar gays é excomungado

Conhecido como Padre Beto, Roberto Francisco Daniel discutia nas redes sociais a relação entre pessoas do mesmo sexo, fidelidade, casamento e necessidade de mudanças na estrutura da Igreja
FOTO: REPRODUÇÃO FACEBOOK
Compartilhar

O Padre Roberto Francisco Daniel, conhecido como Padre Beto, foi excomungado na tarde desta segunda-feira, 29, conforme divulgado pelo site da Diocese de Bauru (SP). Tudo aconteceu após declarações regristradas num vídeo publicado no Youtube, no qual o padre questiona dogmas da Igreja Católica e fala com aceitação sobre assuntos como bissexualidade e homossexualidade.

Segundo a nota, o padre feriu a Igreja com suas declarações consideradas graves contra os dogmas da Fé Católica, contra a moral e pela desobediência a seu pastor, incorrendo no delito de heresia.

O padre comunicou a decisão de se desligar da Igreja depois do pedido de retratação e retirada dos conteúdos publicados em redes sociais, onde ele discute temas como a relação entre pessoas do mesmo sexo, fidelidade, casamento e necessidade de mudanças na estrutura da Igreja.

Confira a nota da Diocese:

Comunicado ao povo de Deus da Diocese de Bauru,
É de conhecimento público os pronunciamentos e atitudes do Reverendo Pe. Roberto Francisco Daniel que, em nome da "liberdade de expressão" traiu o compromisso de fidelidade à Igreja a qual ele jurou servir no dia de sua ordenação sacerdotal. Estes atos provocaram forte escândalo e feriram a comunhão eclesial. Sua atitude é incompatível com as obrigações do estado sacerdotal que ele deveria amar, pois foi ele quem solicitou da Igreja a Graça da Ordenação. O Bispo Diocesano com a paciência e caridade de pastor, vem tentando há muito tempo diálogo para superar e resolver de modo fraterno e cristão esta situação. Esgotadas todas as iniciativas e tendo em vista o bem do Povo de Deus, o Bispo Diocesano convocou um padre canonista perito em Direito Penal Canônico, nomeando-o como juiz instrutor para tratar essa questão e aplicar a "Lei da Igreja", visto que o Pe. Roberto Francisco Daniel recusa qualquer diálogo e colaboração. Mesmo assim, o juiz tentou uma última vez um diálogo com o referido padre que reagiu agressivamente, na Cúria Diocesana, na qual ele recusou qualquer diálogo. Esta tentativa ocorreu na presença de 05 (cinco) membros do Conselho dos Presbíteros. O referido padre feriu a Igreja com suas declarações consideradas graves contra os dogmas da Fé Católica, contra a moral e pela deliberada recusa de obediência ao seu pastor (obediência esta que prometera no dia de sua ordenação sacerdotal), incorrendo, portanto, no gravíssimo delito de heresia e cisma cuja pena prescrita no cânone 1364, parágrafo primeiro do Código de Direito Canônico é a excomunhão anexa a estes delitos. Nesta grave pena o referido sacerdote incorreu de livre vontade como consequência de seus atos. A Igreja de Bauru se demonstrou Mãe Paciente quando, por diversas vezes, o chamou fraternalmente ao diálogo para a superação dessa situação por ele criada. Nenhum católico e muito menos um sacerdote pode-se valer do "direito de liberdade de expressão" para atacar a Fé, na qual foi batizado. Uma das obrigações do Bispo Diocesano é defender a Fé, a Doutrina e a Disciplina da Igreja e, por isso, comunicamos que o padre Roberto Francisco Daniel não pode mais celebrar nenhum ato de culto divino (sacramentos e sacramentais, nem mais receber a Santíssima Eucaristia), pois está excomungado. A partir dessa decisão, o juiz instrutor iniciará os procedimentos para a demissão do estado clerical para enviar a Roma o procedimento penal para sua "demissão de estado clerical". Com esta declaração, a Diocese de Bauru entende colocar "um ponto final" nessa dolorosa história. Rezemos para que o nosso Padroeiro Divino Espírito Santo, "que nos conduz", ilumine o Pe. Roberto Francisco Daniel para que tenha a coragem da humildade em reconhecer que não é o dono da verdade e se reconcilie com a Igreja, que é "Mãe e Mestra".

Bauru, 29 de abril de 2013.
Por especial mandado do Bispo Diocesano, assino os representantes do Conselho Presbiteral Diocesano.

 

Vídeo

O mais polêmico vídeo, intitulado "Fidelidade, Bissexualidade e a Igreja", foi publicado  no dia 17 de abril no Youtube e já teve mais de 25 mil visualizações.

 

Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
alberto 18/07/2013 17:02
em certos países a poligamia é legal...aqui, não....logo, quem quer ser polígamo DEVE ir morar num desses países...a ICAR tem os seus DOGMAS (alguns bíblicos, outros não) portanto quem discorda da ICAR deve "procurar seu galho" (que é o que esse "padre" sempre quis)
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Mildamar 02/05/2013 15:10
Vergonhosa a atitude do padre Beto. A igreja tem mesmo de separar o joio do trigo. Parabéns pela atitude corajosa do Bispo.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
velho 01/05/2013 01:10
A fé, ou se abraca ou se abandona. As Sras. Fabíola Pucca e Samantha Duran, q guardem seus comentarios as suas igrejas, pois a milenar Igrja Catolica, esses são dispensados. O pecado é conveniente ao pecador.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
velho 01/05/2013 01:09
A fé, ou se abraça ou se abandona. As Sras. Fabíola Pucca e Samantha Duran, q guardem seus comentários às suas igrejas, pois à milenar Igrja Católica, esses são dispensados. O pecado é conveniente ao pecador.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
velho 01/05/2013 01:08
A fé, ou se abraça ou se abandona. As Sras. Fabíola Pucca e Samantha Duran, q guardem seus comentários às suas igrejas, pois à milenar Igrja Católica, esses são dispensados. O pecado é conveniente ao pecador.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
16
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Brasil

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima

Erro ao renderizar o portlet: Barra Sites do Grupo

Erro: cannot identify image file <cStringIO.StringI object at 0x42ceb58>