[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] Dez mil pessoas participaram de protesto no Centro, segundo Guarda Municipal | O POVO

Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
MANIFESTAÇÃO 21/06/2013 - 15h42

Dez mil pessoas participaram de protesto no Centro, segundo Guarda Municipal

FÁBIO LIMA / O POVO
Compartilhar

Atualizada às 23h20min

Reunião entre comissão da Prefeitura de Fortaleza e manifestantes teve fim agora há pouco. Foi decidido que na próxima semana o prefeito Roberto Cláudio (PSB) irá receber uma nova comitiva de manifestantes, ainda a ser escolhida pelo grupo, mas dessa vez com pelo menos 20 pessoas.

Protesto começou no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, passou pela avenida Beira Mar, fez parada no Hotel Luzeiros - onde a seleção espanhola está hospedada-, seguiu para o Acquario Ceará e, após rupturas no grupo, culminou com confronto entre manifestantes e agentes de segurança pública nos arredores do Paço Municipal.

O Grupo de Operações Especiais (GOE), da Guarda Municipal de Fortaleza, foi um dos responsáveis pela dispersão dos manifestantes. Em alguns momentos, eles tentaram ter acesso à sede do Governo Municipal pelas ruas São José e Sobral. Cavalaria e equipes do Raio também fizeram parte da ação de dispersão.

Na pauta da reunião desta sexta-feira, 21, foi falado sobre PEC 37, saúde pública e, principalmente, condição do transporte público de Fortaleza.

Às 22h50min

Nesse momento, oito pessoas aguardam na entrada do Paço Municipal pela saída de uma comissão de manifestantes que está reunida com representantes da Prefeitura. O grupo discute pautas gerais, como a situação do transporte público na Capital e melhorias no sistema de saúde. 

Seis menores - que apresentavam comportamento mais exaltado durante a manifestação - foram apreendidos. A liberação deles ocorreu quando os pais compareceram ao local, segundo informações do subinspetor Camilo Moraes, do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Guarda Municipal.

Às 22h21min

Comissão da Prefeitura continua reunida com grupo de dez manifestantes no Paço Municipal. Segundo Francisco Veras, secretário municipal da Segurança Cidadã, a pauta de reclamações é variada. Grupo fala desde a PEC 37 até a situação do transporte público na Capital Cearense. "É um desabafo geral da sociedade. (...) Eles reclamam dos aspectos que consideram ruins", pontua o titular da pasta. Manifestantes também pedem que a passagem de ônibus em Fortaleza volte a custar R$ 2 e que seja implantado o passe livre. Na área externa do Paço Municipal, um grupo de manifestanes aguarda o retorno da comitiva.

Às 21h25min

Nesse momento, uma comissão da Prefeitura está reunida com representação dos manifestantes (formada por dez pessoas). O coordenador de Juventude do Município, Élcio Batista, e o secretário de Segurança Cidadã, Francisco Veras, integram o grupo da Prefeitura. Os confrontos, que haviam se espalhado pelas ruas do Centro, cessaram.

Às 21h15min

Segundo o coronel Pinheiro, do Comando de Policiamento da Capital (CPC), está sendo trabalhada a tese da atuação de um mesmo grupo nas duas manifestações (no protesto desta sexta-feira, 21, no Paço Municipal, e na manifestação da última quinta-feira, 20, no Palácio da Abolição). Gravações estão sendo feitas para tentar identificar os agitadores.

Às 21h10min

Uma barricada foi formada na rua Sena Madureira. Manifestantes utilizaram lixo e outros objetos para montar uma fogueira e impedir a aproximação do efetivo. Nesse momento, a Cavalaria já entrou em ação e percorre as ruas do Centro na tentativa de dispersar os manifestantes.

Às 21h07min

Duas pessoas foram apreendidas nos arredores do Paço Municipal. Elas foram rendidas e revistadas.

Às 21h05min

Uma fogueira foi feita por manifestantes no cruzamento das ruas Sobral e Conde d'eu. Pessoas abrem os braços diante do fogo em sinal de protesto. Um grupo mais rebelde passa das zonas de confronto e tenta agitar as áreas mais pacíficas. Por vezes, alguns manifestantes proferem gritos de "violência não".

Às 20h49min

Novos confrontos acontecem nas proximidades do Paço Municipal.

Às 20h40min

No total, 250 guardas municipais e policiais fazem a segurança - interna e externa - do Paço Municipal.

Às 20h32min

Segundo policiais militares presentes no Paço Municipal, existe ação de inteligência programada para identificar quem são as pessoas que incitam violência e atos de vandalismo dentro das manifestações.

Às 20h29min

Confronto entre agentes e manifestantes permanece na rua Sobral, um dos acessos à sede da Prefeitura. Na rua São José, o clima é mais tranquilo e grupo profere palavras de ordem. Bombas de gás e balas de borracha ainda são utilizadas. Vez por outra, manifestantes atiram pedras na direção do efetivo.

Às 20h20min

Confronto entre manifestantes e efetivo acontece nos acessos do Paço Municipal. Pedras foram arremessadas; Balas de borracha e bombas de gás foram utilizadas. Segundo Guarda Municipal, dez mil pessoas participam do protesto.

Às 20h12min

Os manifestantes continuam divididos entre as ruas São José e Sobral. Eles tentam ter acesso ao Paço Municipal, mas as duas entradas estão bloqueadas. O Raio, a Cavalaria e o Grupo de Operações Especializadas (GOE) da Guarda Municipal estão presentes. Segundo o secretário Francisco Veras, que está no local, grupo quer apresentar uma pauta, mas o "prefeito Roberto Cláudio não se encontra na sede da Prefeitura e o grupo (de manifestantes) não tem lideranças definidas".

Às 20h05min

Manifestantes se dividiram em dois grupos nas proximidades do Paço Municipal. Uma parte tenta ter acesso ao prédio pela rua São José, enquanto outra tenta entrar pela rua Sobral. Até agora, não foi registrado embate direto com os agentes de segurança. Homems do Raio, da tropa de elite da Guarda Municipal (Grupo de Operações Especializadas - GOE) e a Cavalaria estão presentes. O secretário Francisco Veras, titular da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, está no local.

Às 19h51min

Manifestantes já estão nas proximidades do Paço Municipal. Grupo menor, que havia ficado para trás, se juntou à caminhada. Antes da entrada da Prefeitura, estão montados bloqueios. Homens do Raio e da Guarda Municipal fazem segurança do local. Cavalaria também está presente. Alguns integrantes conversaram com policiais para dizer que atos de vandalismo não serão aceitos e manifestantes devem sentar no chão se patrimônio for depredado.

Às 19h35min

Grupo maior de manifestantes caminha pela avenida Dom Manuel, no sentido praia-sertão, na altura do número 114. São registrados mais desentendimentos no grupo. Agora há pouco, um rapaz pegou uma pedra do canteiro e arremessou na lataria de um ônibus que trafegava pela outra faixa. Novos gritos de "violência não" são proferidos para tentar coibir vandalismo. Protestos não está disperso, mas manifestantes ainda não definiram com clareza qual rumo tomar. Trânsito segue com lentidão no sentido sertão-praia da avenida Dom Manuel.

Às 19h22min

Nesse momento, grupo maior de manifestantes passa pelo Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, na altura da rua Pessoa Anta. Quando movimento chegou ao Acquário Ceará, houve ruptura, mas não foram registradas ações violentas. Parte dos manifestantes queria seguir para o Paço Municipal, enquanto outra optava pela Assembleia Legislativa. Protesto segue com número considerável de participantes.

Às 19h19min

Depois de passar pelo Acquário Ceará, grupo se dividiu. Uma parte segue para a sede da Prefeitura, no Centro, e a outra ainda decide qual caminho seguir. Manifestantes se desentenderam ao chegar ao local das obras. Não foi realizado ato simbólico com um minuto de vaias, como havia sido programado.

Às 19h05min

Grupo já passa novamente pela altura do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Moradores dos prédios próximos e hóspedes dos hoteis continuam piscando luzes em sinal de apoio aos manifestantes. Caminhada está pacífica, mas algumas pessoas soltam rojões ou "bombas rasga lata". Barulho assusta membros do grupo, mas ainda não foi registrado nenhum desentendimento interno. Participantes também continuam gritando palavras de ordem como "vem pra rua" e "violência não".

Às 18h59min

Trânsito segue complicado nos arredores do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Veículos são desviados para ruas próximas e grupo de manifestantes segue na direção do Acquário Ceará. Movimento permanece pacífico.

Às 18h35min

Grupo segue pela avenida Historiador Raimundo Girão em direção ao Acquário Ceará. Intuito dos manifestantes é realizar ato simbólico, semelhante ao feito na frente do Hotel Luzeiros, e depois seguir até o Paço Municipal (no Centro). Nesse momento, outro grupo de jovens - que estava concentrado no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura - se junta à caminhada.

Às 18h17min

Manifestantes caminharam na avenida Beira Mar até o Hotel Luzeiros - onde está hospedada a seleção espanhola -, e realizaram parada simbólica para cantar o hino nacional. Alguns hóspedes piscaram luzes dos quartos em sinal de apoio; uma pessoa chegou a estender uma bandeira do Brasil na janela. Depois, o grupo subiu para a avenida Abolição, pela rua Oswaldo Cruz.

Manifestação permanece pacífica, mas polícia não está acompanhando. Grupo já está na altura da rua Tibúrcio Cavalcante. Gritos de ordem como "vem pra rua" e "sem violência" são proferidos pelos manifestantes.

Às 18h

Nesse momento, manifestantes caminham na avenida Beira Mar no sentido do Hotel Luzeiros, onde está hospedada a seleção da Espanha. Grupo pretende fazer parada simbólica no local e, em seguida, percorrer a avenida novamente até chegar ao Acquário Ceará. Agentes da AMC continuam orientando o trânsito nas vias próximas. Seleção espanhola está no hotel, mas deve sair a qualquer momento para realizar treino na Universidade de Fortaleza (Unifor)

Às 17h47min

Nesse momento, manifestantes na direção do hotel onde a seleção espanhola está hospedada (Luzeiros, localizado na avenida Beira Mar). Antes, grupo havia feito parada para decidir - em conjunto - qual rumo a caminhada deveria tomar.

Às 17h16min

Após realizar parada de 40 minutos na frente do Sebrae, grupo de mil pessoas segue pela rua Antonio Augusto, no sentido da avenida Beira Mar. Movimento permanece pacífico e, até agora, não foi registrada nenhuma ação de vandalismo. De acordo com agentes da AMC presentes no local, protesto já contabiliza pelo menos mil pessoas. Reportagem do O POVO ainda não viu policiais acompanhando a caminhada.

Às 17h06min

Manifestantes estão reunidos em frente ao prédio do Sebrae, na avenida Monsenhor Tabosa. Lojas estão fechadas e alguns vendedores observam a movimentação nas calçadas. 

Trânsito começa a ficar lento e agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) realizam desvio na altura do Hotel Praia Centro.

Às 16h25min

Centenas de manifestantes já se deslocam nos arredores do Seminário da Prainha. Grupo foi reunido no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, após marcar protesto através do Facebook. "Operação Educação 10" é o tema da manifestação desta sexta-feira, 21. No entorno do Palácio da Abolição, na avenida Barão de Studart, barreiras foram instaladas.

Às 16h10min
Pelo menos 100 pessoas já estão concentradas nas proximidades do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC), aguardando o início de mais um protesto. O evento foi marcado via Facebook e tem mais de 20 mil confirmações de presença. Nesse momento, a palavra está aberta e alguns integrantes pedem para que ações de violência seja evitadas durante a caminhada. Outros aproveitam para criticar os gastos do governo com a Copa do Mundo de 2014; e pedem maiores investimentos para educação, saúde e segurança.

"Operação Educação 10" é o tema do protesto desta tarde. Nesse momento, manifestantes também preparam cartazes para serem utilizados durante a caminhada. Um prédio comercial próximo instalou tapumes para proteger a fachada de vidro.

No entorno do Palácio da Abolição, sede do Governo estadual, barreiras já começaram a ser instaladas em sinal de prevenção a possível ação dos manifestantes. Durante os protestos da última quinta-feira, 20, o palácio sofreu ameaças de invasão. Durante a tarde, manifestantes se reuniram na Praça Portugal e seguiram em caminhada até a Assembleia Legislativa. Logo depois, parte do grupo se encaminhou para o palácio. Houve confrontos com a polícia e 55 pessoas foram detidas.

 

Redação O POVO Online com informações dos repórteres Bruno de Castro, Lucinthya Gomes, Fábio Lima e Lucas Catrib

Compartilhar
espaço do leitor
Guerreiro 22/06/2013 23:13
Gostaria de parabenizar O Povo on line, nas pessoas dos repórteres que cobriram esse confronto de ontem e que narraram a verdade dos fatos, onde o principal responsável pela dispersão dos vândalos, foi o GOE(Grupo de Operações Especiais) da Guarda, que utilizou granadas,munição de borracha, etc.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Gianluca Miguel Coelho Rosales 22/06/2013 21:38
1000??? Foram no mínimo 15.000 manifestantes!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Maclima 21/06/2013 23:29
E continuam as PROMESSAS da GERENTONA DO CAOS, atirou para todos os lado, QUEM AGUENTA MAIS PROMESSAS? poderia acabar pelo menos uns 20 ministérios inúteis entre muitas outra opções que fariam a diferença, porém foram apenas mais promessas, XÔ PTRALHAS!!!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
SÉRGIO ROCHA LIMA 21/06/2013 23:02
Continuação 2 - E a reformulação do código penal que permite que um condenado a 12 anos com 1/6 da pena sai em liberdade no regime semi-aberto?? E a redução na maioridade penal ?? E o caos na saude pública?? Escolas publicas que funcionem,cadê?? Presídios que recuperem cadê??
Este comentário é inapropriado?Denuncie
SÉRGIO ROCHA LIMA 21/06/2013 23:02
Continuação 1 - erá que ela se esqueceu da punição aos politicos corruptos e ladroes(inclusive seus companheiros Dirceu,Pallocci,Genuino,etc..)? E a taxação de ricos para fomentar as casas e transferencia de renda para os miseraveis e os muito pobres??
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
19
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Fortaleza

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Jornal De Hoje

Erro: [Errno 13] Permission denied: u'/home/presslab/public_html/ns142/arquivos/imgs/capas/2018-12-12_capa_populares_prez-61-77.jpg_tmp'

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Fortaleza

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima