vertical s/a 10/03/2013

Castelão tem o assento mais barato

Compartilhar


1. Arena Castelão tem o valor de assento mais barato do País entre os estádios da Copa do Mundo 2014. Precisamente R$7.608,45. Para chegar a este número, a conta foi a seguinte: foi feita a divisão do custo da obra (R$ 486,94 milhões) pela capacidade do estádio (64 mil lugares). O segundo lugar nesse ranking, o Estádio das Dunas, em Natal, tem capacidade projetada para 22 mil pessoas a menos que o Castelão (42 mil espectadores). Lá o valor de assento é mais de R$ 2 mil mais caro (R$9.928,5). Em seguida, vem a Arena Fonte Nova, em Salvador. No estádio baiano, até 55 mil torcedores e valor de assento de R$10.758,18. Quem lidera o ranking do valor dos assentos é Brasília. Poderá abrigar até 73 mil espectadores, mas ao valor de R$13.912,33 por pessoa. Os dados são do Ministério do Esporte.


2. Liderança em menor preço por assento é mérito de uma série de decisões do Governo do Estado. A primeira, montar um time para se dedicar exclusivamente à obra, por meio de uma secretaria especial, a Secopa, nascida e entregue ao secretário Ferruccio Feitosa. Em dezembro de 2010, quando começou a reconstrução do estádio, a contratação do consórcio construtor da obra resultou em economia declarada de R$ 99 milhões, considerando o valor inicial do projeto – ao redor de R$ 617 milhões – e o fechamento do contrato em R$ 518,6 milhões. Os R$ 486,94 milhões correspondem à obra em si. Os outros trocados a operação do estádio por oito anos, incluindo todas as despesas com energia, água, telefonia, esgoto e pessoal para manutenção.

 

3. Ferrucio tem outro trunfo na gestão dele: entregou a obra com quatro meses de antecedência do prazo final do contrato. “E ainda sem gastar um centavo de real a mais em aditivo de valor”. A entrega oficial foi no dia 16 de dezembro de 2012, com a presença da presidente Dilma Rousseff e show do cantor Fagner.


OUTRA ILHA


Os jornais paulistas estão pautando o “Case Pernambuco”, a boa fase do estado governado por Eduardo Campos. E estão com dificuldades em obter contrapontos locais, mesmo na Academia. Em termos econômicos, é mais ou menos o que aconteceu no começo da Era Tasso, quando o Ceará era “Ilha da Prosperidade”.


REMY GABALDA

 

A beekeeper looks at one of his hive in Colomiers, southwestern France, on June 1, 2012. The Cruiser insecticide used in the corn fields contains an active dangerous substance for bees. France's ministry of Agriculture has decided on June 1, 2012 to ban the pesticide Cruiser Swiss group Syngenta used for rape and suspected to increase bee mortality, which could lead to an effective ban within weeks.

 

UFC NA SCIENCE


A UFC está em um artigo publicado na revista Science. O professor do Departamento de Zootecnia, Breno Magalhães Freitas, compõe a equipe de 50 pesquisadores que publicou o trabalho, conduzido em 19 países. Investiga o papel de abelhas na polinização de diversas culturas.O estudo tem efeitos para a produção agrícola. 

 

O VENTO


De amanhã a quarta, a All About Energy, no Centro de Eventos, pretende dar uma animada no setor. Junto da Brazil Windpower, no Rio, a maior do País e anuncia rodadas de negócios e visitas técnicas. Fornecedores cearenses, como a Makro Wind, vão expor. A Makro se declara a empresa com o maior número de projetos em carteira. No rol, GE , Enercon-Wobben, Suzlon, Alstom, Gamesa e Impsa. 

 

HORIZONTAIS

Isaias Matos Dantas, novo presidente da Capef, a caixa de previdência do BNB, é ex-superintendente estadual do Ceará e regional do Maranhão e Piauí. Estava na Superintendência do Piauí. Ele coordenou a implantação de Novas Agências do Banco.


Na terça, José Liberato fala sobre “Os Dirigentes de Empresas e a Arte da Administração – O Método do Caso”, no hotel Gran Marquise. Ele é diretor de educação executiva do ISE Business School. Às 18 horas, para convidados. n De segunda a sexta Vertical S/A em quatro edições por dia na Calypso FM (106.7).

 

TV O POVO

 

O novo secretário de Finanças de Fortaleza, Jurandir Gurgel, é o convidado do programa de estreia da temporada 2013 do Vertical S/A, na terça-feira. Responsável pelo cofre da Gestão Roberto Cláudio, ele conversa sobre o que deverá mudar no Governo que ainda se incia. O programa será gravado na terça e você pode participar mandando perguntas até amanhã para a produção. Use o leal@opovo.com.br ou o Twitter @verticalsa

 

Terça, 21 horas, na TV O POVO. 48 UHF, 23 NET, 11 TV Show e www.opovo.com.br 

 

CAFÉ COM CHRISTIE BECHARA

 

SOBRE COACHING SUSTENTÁVEL

Christie Bechara, 39, coach e consultora em sustentatibilidadeEla teve passagens pela Camargo Correa, EDP e pela CSP, quando então veio para o Ceará. Na portuguesa EDP, a paulista Christie Bechara participou da implantação da área de sustentabilidade, no momento em que a companhia abriu o capital. Hoje, ela comanda a Companhia Sustentável (www.ciasustentavel.com.br), empresa especializada em formar gente para dominar o tema. Seja para fins cidadãos, seja para tocar as políticas sustentáveis de uma organização. Investir na área é um negócio emergente. Se bem feito, com bons resultados. Os bancos que o digam.

 

VERTICALS/A - Qual o nível de percepção das pessoas sobre o tema no País e aqui no Ceará?

CHRISTIE BECHARA - Em nível de País, os executivos estão com este tema emergente na agenda, necessitando de mais informações. No Ceará eu vejo que muito prematuro. Poucas empresas desenvolvem trabalhos, ou elaboram projetos, organizam suas áreas estratégicas voltadas para este tema.

 

VSA - Quem puxa essa consciência nas organizações?

Christie – Não tem um modelo. Normalmente começa pela sensibilização dos gestores ou por uma demanda do mercado (consumidores e acionistas). O mercado de capitais está olhando fortemente para isso.

VSA – Esse tema é, sobretudo, para grandes empresas?

Christie – Não necessariamente. Aquilo que é viável para o alcance da suas ambições.

VSA – O que a empresa ganha quando ela investe numa política de sustentabilidade?

Christie – Não é só a empresa que ganha. Mas, basicamente, ela tem a sua reputação e imagem. Ademais, uma vez que alavanca esses processos, passa a ter planejamento maior. Sabe investir melhor. Inclusive em projetos de inovação no setor em que atua. Ganha com os partners colaboradores, consumidores, fornecedores). Sempre digo: você já viu banco investir em algo que não dê retorno? Eles são os maiores investidores nesse tema hoje em dia. Seja na propaganda ou alinhando a estratégia de finanças.

 

ITAÚ SOCIAL


O Fundo Itaú Excelência Social selecionou duas ONGs do Ceará para receber apoio técnico e financeiro. Cada uma receberá, ao longo deste ano, até R$ 120 mil para investir no projeto que havia sido selecionado pelo Fundo no final de 2012. Terão também suporte técnico e monitoramento, além de formação para os gestores por dois anos. No total foram selecionados 15 projetos de vários estados. ONG que é ONG faz assim: capta fora da Viúva.

 

ITAÚ SOCIAL II


As ONGs foram a Agência de Desenvolvimento Econômico Local, de Pentecoste, com o programa Jovem Empreendedor Rural e o Instituto Aliança com o Adolescente, de Fortaleza, com programa de formação de Educadores. Nesta edição, o fundo destinou R$ 2,4 milhões a ONGs que trabalham com educação no Brasil, além de apoiar o Unicef. O Fundo Itaú Excelência Social, que adota a sigla dúbia Fies, destinou 2004 até 2012 mais de R$ 22 milhões a programas educacionais de 131 ONGs.

 

VOCÊ SE PINTOU


No Brasil, dados do Target Group Index, do Ibope Media, revela:nas principais regiões metropolitanas, incluindo Fortaleza, o consumo de maquiagem tem aumentado em todas as classes socioeconômicas. A comparação nos últimos nove anos mostra crescimento de17 pontos percentuais na classe C, além de 15 e 11 pontos percentuais nas classes AB e DE, respectivamente. De acordo com os dados, em 2012, 84% das mulheres da classe AB afirmaram ter consumido algum tipo de cosmético nos últimos 12 meses.

 

FREVO


Pernambuco é bem mais agressivo que o Ceará. Abordou, perguntou o que queria e ofereceu para atrair empresa do agronegócio cearense. Conseguiu.

 

JOGO RÁPIDO

 

Tem sabor de falácia o que seria o doce desempenho do agronegócio das frutas no Ceará, como diz o Governo do Estado. Uma só empresa, a Famosa, exporta 90% do total.

Jocélio Leal leal@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Vertical s/a

RSS

Vertical s/a

Jocélio leal

Escreva para o colunista

Atualização: Domingo

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Newsletter

Receba as notícias da Coluna Vertical S/a

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima