Beleza & Saúde 27/09/2015

Flacidez nos braços tem jeito?

notícia 0 comentários
{'grupo': 'Colunista', 'id_autor': 16311, 'email': 'roberta@opovo.com.br', 'nome': 'Roberta Fontelles Philomeno'}
Roberta Fontelles Philomeno roberta@opovo.com.br
Compartilhar

EXERCÍCIOS FÍSICOS E RADIOFREQUÊNCIA PODEM AJUDAR NA FLACIDEZ DE BRAÇO INICIAL E MODERADA
1. Sempre quando falamos em cirurgia plástica, lembramos logo de lipoaspiração, colocação de próteses de silicone nos seios e quase nunca associamos ao procedimento uma solução pra resolver um incômodo que é muito comum, a flacidez nos braços. O problema é provocado pela perda da firmeza da pele em decorrência da degradação das fibras de colágeno e elastina. O resultado é uma pele pendurada, o que pode ser embaraçoso até na hora de dar um simples tchauzinho.

2. O cirurgião plástico Cido Carvalho (foto) (CRM 3369-RQE 1199), chefe da Residência Médica em Cirurgia Plástica, do Instituto José Frota (IJF), diz que a flacidez nos braços começa a perturbar homens e mulheres a partir dos 40 anos de idade e atinge, principalmente, pessoas que passaram por perda significativa de peso. Na flacidez inicial, onde não há sobra de pele, exercícios físicos que trabalham o fortalecimento muscular dos bíceps e tríceps e se concentram na queima de gordura ajudam a minimizar o problema.

3. “Nos casos em que já existe sobra de pele que balança com o movimento de acenar com a mão, por exemplo, mas ainda não impede o paciente de usar roupas com os braços nus, os exercícios físicos já não são suficientes. “Procedimentos que causem a retração de pele, como radiofrequência, podem ajudar e muito”, orienta o cirurgião plástico Eduardo Furlani (CRM 8316 / RQE 5876).

4. Já na flacidez avançada, caso dos ex-obesos e pacientes acima dos 60 anos, geralmente, os exercícios físicos e os tratamentos não invasivos não dão o resultado desejado e o paciente tem sua vida limitada pelo problema. “Aí, indicamos o lifting de braços”, afirma Cido Carvalho. A cirurgia é feita com anestesia local e sedação. Após o procedimento, deve ser usada cinta própria de braços por 30 dias. O retorno ao trabalho se dá após duas a três semanas, dependendo da atividade profissional.

5. Para Cido Carvalho, a cicatriz ainda é a grande dúvida do paciente e um limitante da realização da cirurgia, porque fica um pouco aparente. “A cicatriz vai da axila até próximo ao cotovelo e fica bem no limite entre a região da frente do braço e a parte de trás, ou seja, entre a parte mais clara e a mais escura”, revela Cido Carvalho.

6. Apesar do incômodo da cicatriz, o cirurgião plástico Eduardo Furlani (foto) observa que o lifting de braços é o recurso cirúrgico mais utilizado para resolver a flacidez da região. “É bastante compensador para pessoas que já não se sentem à vontade em utilizar roupas que exponham os braços”. E com o passar do tempo e do tipo de cicatrização de cada pessoa, a cicatriz tende a ficar bem discreta. “O inconveniente da cicatriz varia de acordo com a técnica aplicada na cirurgia e com a genética da cada pessoa”, avisa Furlani.

PREVINEM FLACIDEZ
Conheça alimentos que são capazes de minimizar
ou prevenir a flacidez de pele.

Salmão: ajuda a manter a hidratação da pele.
Frutas vermelhas e cítricas (limão, morango e amoras), ricas em vitamina C: ajudam na síntese do colágeno.
Castanhas, avelã, amêndoa, grão-de-bico, lentilhas: favorecem a produção de colágeno e elastina, que são responsáveis pela sustentação da pele.


Bate-papo

Além de todos os problemas da obesidade, o médico ginecologista Fábio Eugênio Rodrigues, especialista em reprodução humana há 18 anos, chama-nos atenção para a relação perigosa entre o sobrepeso, a síndrome metabólica com índice de massa corporal acima de 30 kg/m2, versus “síndrome do ovário policístico” (SOP) com fatores de infertilidade.

Roberta Fontelles Philomeno – A obesidade pode levar a casos de infertilidade?
Fábio Eugêncio Rodrigues – Trabalhos científicos de grupos brasileiros, como da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, atestam que a síndrome metabólica é muito comum em mulheres com SOP. No estudo, a síndrome estava presente em 64% das pacientes obesas. Nas magras, a SOP representava 17% das pacientes pesquisadas.

RFP – Quais são as alterações semelhantes à obesidade que essas mulheres com síndrome do ovário policístico mais sofrem?
FER - Alterações metabólicas associadas com resistência à insulina, aumento dos hormônios androgênicos que leva à intolerância à glicose (aumento da glicemia), acúmulo central de gordura (aumento de circunferência da cintura), aumento de pressão arterial e alterações nos lipídios plasmáticos (triglicerídeos e HDL).

RFP - A obesidade em si, sem fatores agravantes, já limita o sonho de muitas mulheres acima do peso em engravidar?
FER - Além de maior dificuldade para conseguir engravidar, quando conseguem, as mulheres acima do peso sofrem de uma série de riscos adicionais, tais como: aumento da possibilidade de aborto precoce, diabetes mellitus gestacional, doença hipertensiva na gravidez (pré-eclâmpsia) e risco de vida para o recém-nascido.

RFP – Existe tratamento?
FER - A linha mestra é a perda de peso, através de reeducação alimentar e programa de atividade física. Com perda de peso e gordura corporal, principalmente abdominal (cintura), muitas mulheres diminuem os riscos metabólicos, regularizam seus ciclos menstruais, voltam a ovular, e até engravidam naturalmente. Tudo sempre supervisionado por profissionais especializados.

Moda acessível
Ceará Summer Fashion surpreendeu, neste ano. Colocou na passarela do Maraponga Mart Moda, uma moda acessível às pessoas com deficiência, através do 2º Concurso Ceará Moda Acessível, cujo vencedor foi o estilista Antônio Gleyson de Oliveira Portela.
O 2° Concurso Ceará Moda Acessível, no CSF, foi uma promoção do Centro de Profissionalização Inclusiva para a Pessoa com Deficiência (Cepid). Parabéns à família Holanda e à produtora Gláucia Tavares. Parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico e Social (Ades).

Sem desculpas
Diante de tantos protetores solares que existem no mercado, você não tem desculpas para não usar.

ANTI-IDADE
A Shiseido lança a base solar maquiagem anti-idade UV Protective Liquid Foundation SPF 43. Tem ativos antienvelhecimento e dois pós-funcionais que proporcionam uma cobertura natural da pele.

PELE OLEOSA
La Roche-Posay traz dois protetores solares especiais para a pele oleosa. As versões de Anthelios AIRlicium FPS 70 com cor e sem cor com alta proteção solar e cobertura natural das imperfeições. Sensação de pele limpa por 9h, garante o fabricante.
Oftalmologista Eugênio Giffoni, da CGV - Oftalmologia Clínica e Cirúrgica, e a esposa,
Renata Carneiro, cap da American News
Cirurgião Plástico Erik Nery, no Congresso Mundial de Restauração Capilar, em Chicago (EUA)
Marta Pinheiro e Hipólito Monte inauguraram, recentemente, o Instituto Hipólito Monte Esterilização, na Região do Cariri, em Juazeiro do Norte, no edifício Central Park. Parabéns!!!

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Beleza e Saúde

RSS

Beleza e Saúde

ROBERTA FONTELLES

Escreva para o colunista

Atualização: Domingo

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Divirta-se

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Newsletter

Receba as notícias da Coluna Abidoral

Powered by Feedburner/Google