Ceará 18/04/2012

Na rota dos mochileiros

Com paisagens privilegiadas, o Ceará também é destino turístico para quem curte acampar. Conheça uma opção alternativa aos hotéis e pousadas, o camping, e faça uma viagem
DIVULGAÇÃO
Hotéis montam estrutura para receber turistas que preferem acampar com a família e amigos
Compartilhar

Para muita gente, falar em acampar pode significar um típico “programa de índio”. Fatores como mosquitos, bichos selvagens, além da falta de banheiro e energia preocupam. Porém, hoje, esse mito pode ser desfeito facilmente. O Ceará dispõe de uma gama de campings – locais com infraestrutura apropriada para acolher barracas, que oferecem confortáveis serviços e boas opções de lazer. Aos pares, em família ou com a galera, a viagem pode ganhar um toque especial, além de ficar muito mais econômica. A seguir, O POVO conta algumas histórias, além de apontar dicas e serviços diferenciados dos campings.

 

Quando a bióloga Caroline Bezerra teve suas primeiras experiências com acampamento, em 2004, no Carnaval de Guaramiranga (102 km de Fortaleza), a infraestrutura da cidade para esse tipo de hospedagem “era zero”.


“A gente ficava no meio da rua ou numa calçada. Tinha que se virar, procurar banheiro nos restaurantes”, lembra. Quase uma década depois, a oferta de campings no estado passou a atender essa demanda. Hoje, a cidade possui um dos campings mais requisitados do estado, pertencente ao Complexo Turístico Alto da Serra, que acolhe uma média de 100 pessoas por mês.


Conhecido por muitos como “Teletubbies”, uma alusão ao programa infantil por causa da grama muito verde, o camping tem capacidade para 250 barracas. Possui ainda pontos de luz e energia, segurança particular e banheiros coletivos. Nos serviços opcionais, estão bar e restaurante, além de banhos quentes. Além disso, o espaço possui uma norma de convivência para evitar problemas em períodos festivos, onde a ocupação é maior.


Conforme o sócio-gerente, Marcos Flávio Lima, o pioneirismo do projeto em Guaramiranga já tem oito anos e recebe mais hóspedes que os quartos da pousada. O público predominante, segundo ele, é formado por famílias e jovens. “Aqui a gente tem histórias de casais que se conheceram no camping e já se casaram”, comenta.


Para o consultor de negócio Lucas Machado e a namorada, que passaram a Semana Santa acampados no Complexo, “o melhor é o contato com a natureza, o ar puro e a aventura. É interessante pra quem quer descansar e se afastar da maluquice da cidade”, explica. O casal recomenda equipamentos básicos, como barraca, colchão inflável e lona plástica (para cobrir a barraca em fortes chuvas), e não dispensa o conforto de uma sanduicheira e luminária dentro da barraca.

 

Onde


ENTENDA A NOTÍCIA


Os espaços apropriados para hospedagens em acampamentos passaram a fazer parte de destinos importantes do Ceará. Cidades como Guaramiranga, Baturité, Tianguá e Jericoacoara possuem equipamentos com infraestrutura, com conforto e espaço de lazer aos hóspedes

 

Serviço

 

Complexo Turístico Alto da Serra

Onde: Guaramiranga

Quanto: Diária de R$ 20 por pessoa.

Site: www.complexo turisticoaltodaserra.com

Reservas: (85) 3321.1403/ 8854.5222

 

Sítio Bosco

Onde: Tianguá

Quanto: Diária casal R$ 40,00 (incluindo barraca, colchão e café da manhã).

Site: www.sitiodobosco.com.br

Reserva: (88) 9444.8967

 

Lua Azul


Onde: Baturité

Quanto: Diária R$ 15 por barraca

Reserva: (85) 8743.5276 ou gracinhaluazul@hot mail.com

 

Camping Jeri


Onde: Jericoacoara

Site: http://campingjeri coacoara.wordpress.com

Reserva: (88) 9608-9619

 

Cuidados e utensílios


O que levar:

Quem vai acampar deve garantir com antecedência sua barraca e colchão (de preferência, inflável). Para um casal, uma barraca com tamanho para quatro pessoas garante conforto mínimo, para locomoção e acomodação. As famílias costumam optar por barracas bem maiores, que chegam a acomodar até 10 pessoas.  

 

Utensílios importantes:

Lanterna para enxergar à noite;

Bomba para encher colchão;

Repelente contra insetos;

Isopor, no caso de levar comidas e bebidas;

Churrasqueira elétrica se houver pontos de energia no camping;

Sanduicheira elétrica;

Cadeira de praia, para as reuniões fora da barraca;

Cangas e colchas, para piqueniques sobre a grama;

Lona plástica para cobrir a barraca em fortes chuvas;

Cadeados para trancar sua “casa”

Bárbara Almeida
Compartilhar
espaço do leitor
Jonathan Rosati 18/04/2012 23:54
Parabéns pela reportagem. Seria legal se tivesse informações sobre outras atrações dos locais, como pontos de escalda, rappel, trilhas, essas coisas. Um abraço
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Artur 18/04/2012 11:33
Ó o Davi na foto....Bárbara vai acampar e ainda faz matéria pro jornal. Isso é o que eu chamo de trabalho e lazer misturados....hehehe!Valeu, Bárbara...boa matéria!!!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
2
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS