São José 20/03/2013

Missa do padroeiro é esperança de chuvas no Ceará

Uma multidão acompanhou a procissão e a missa em homenagem ao padroeiro do Ceará e pai adotivo de Jesus Cristo, São José. Emaranhado ao cântico dos devotos, estava o desejo de um bom inverno para o Estado
FOTO: ETHI ARCANJO
Percurso de dois quilômetros foi feito por devotos de São José, cujo dia, celebrado ontem, é a última esperança de chuvas do povo sertanejo. Procissão tomou as ruas do Centro e da Praia de Iracema
Compartilhar

 

O percurso foi curto se comparado ao dos anos anteriores. Ainda assim, os pouco mais de dois quilômetros foram de grande dificuldade para a pensionista Maria de Fátima da Silva, 68 anos. Ela não cabia em si de tanta dor. A saliência nas costas parecia pesar-lhe ainda mais. Mas isso não foi suficiente para tirar a senhora da procissão. Mesmo dolorida, era o sorriso sofrido que ainda cabia no rosto. “Sou devota de São José desde criança. Morro, mas não desisto. Tô que não me aguento, mas São José é o nosso pai, pai da igreja”, enaltece.


No ano seguinte ao da pior seca das últimas décadas, é o santo o alvo de toda a esperança dos fiéis que lotaram, ontem, a Catedral Metropolitana de Fortaleza, Dia de São José. Da celebração, eles seguiram para a procissão pelas ruas do Centro e Praia de Iracema. Na boca, orações e louvores, rogando a bênção e, principalmente, chuva do pai adotivo de Jesus.


As orações eram unidas às de muitas pessoas que esperaram, na calçada de suas casa, a passagem dos cristãos. Amélia Oliveira, 68, que mora na avenida Dom Manoel, erguia os braços para agradecer pela vida e pela família. “Toda procissão da catedral já passa por aqui. Acho muito bom. É quando vejo mais gente rezando. É um negócio bom, feliz”, define. Ao lado da dona de casa, os filhos, noras e genros também engrossavam o coro das orações. Os netos olhavam com curiosidade enquanto aproveitavam uma das mãos da via livre de carros para correr e brincar.


Já faz mais de anos que Antônio Soares, 54, deixou Crateús para morar em Fortaleza. Apesar disso, o engenheiro pede a intercessão de São José junto a Deus para diminuir o sofrimento do seu povo. “Foi Deus que criou a natureza. Então, acredito que ele tenha influência, sim. Peço ajuda a São José ”, diz.


Missa


Na homilia, o arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Tosi, destacou as virtudes do padroeiro do Ceará. “São José é o patrono da Igreja no mundo inteiro. Já que ele foi escolhido para cuidar do bem mais precioso de Deus, seu único filho, acaba protegendo também o seu rebanho.” O arcebispo confessou que roga a Deus para que seja amenizado o sofrimento do povo sertanejo, carente de chuva.


O padre Clairton Alexandrino afirmou que José foi corajoso, apesar de tão jovem. “A gente pensa que São José já era velho quando recebeu a graça de ser o pai adotivo do filho de Deus. Ele tinha uns 18, 19 anos, estava na flor da idade. E, ainda assim, foi modelo de pai e de esposo.”

 

ENTENDA A NOTÍCIA


O Dia de São José, 19 de março, coincide com o início do equinócio de outono, que influencia positivamente na incidência de chuvas. Os devotos do santo acreditam que, se chover até este dia, há garantia de bom inverno.

 

Angélica Feitosa angelica@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS