ALPINISMO 29/03/2015

Reencontro com o Everest

Cearense Rosier Alexandre retoma tentativa de alcançar o topo do monte mais alto do mundo. Em 2014, avalanche o fez abortar missão
notícia 1 comentários
{'grupo': 'Da Reda\xe7\xe3o O POVO', 'id_autor': 16598, 'email': 'rogeriogomes@opovo.com.br', 'nome': 'Rog\xe9rio Gomes'}
Rogério Gomes rogeriogomes@opovo.com.br
DIVULGAÇÃO
Rosier Alexandre iniciou a escalada do Everest em 2014, mas avalanche interrompeu projeto
Compartilhar

Ele está de volta ao Everest, na Ásia. Depois de se ver obrigado a desistir da escalada na maior montanha da Terra no ano passado, o alpinista Rosier Alexandre estará de volta ao Nepal no início de abril. Ele embarca nesta segunda-feira para a última fase do Projeto Sete Cumes, que visa a subida dos maiores picos de todos os continentes do mundo. Agora, só falta o Everest para Rosier completar a meta. “A expectativa é grande e fizemos a mesma preparação do ano passado”, explicou.

 

Em 2014, o cearense participava de uma expedição ao Monte Everest que foi atingida por uma avalanche no dia 15 de abril. O deslizamento ocorreu a cerca de 6.200 metros de altitude, quando aproximadamente 50 alpinistas foram atingidos. “Foi muito duro ver a avalanche matar 16 pessoas. Três colegas meus estavam comigo na noite anterior e perderam a vida com a avalanche. Temos que tirar um ensinamento da situação para não cometer os mesmos erros”, disse Rosier. Ele conta que o mês de abril é escolhido para a escalada por conta das condições climáticas. “Existem menos tormentas e oferece menos perigo para o alpinista.”


Desta vez, Rosier Alexandre pretende utilizar a rota de ascensão pela face sul do monte mais alto do mundo (8.848m), o Everest, no Nepal. “Foi a mesma rota utilizada por Edmund Hillary e Tenzing Norgay, os primeiros homens a pisarem no cume do Everest, em 1953. Muda apenas no trecho onde houve a avalanche no ano passado”, destacou o montanhista, que estará acompanhado de outros seis alpinistas: uma da Nova Zelândia, um da Guatemala, um da Alemanha, um do Japão e dois dos Estados Unidos.

 

FALTA POUCO

Pelo Projeto Sete Cumes, Rosier já escalou o Monte Aconcágua (6.962m), na América do Sul; o Monte McKinley (6.194m), na América do Norte; o Kilimanjaro (5.895m), na África; o Monte Elbrus (5.642m), na Europa; o Monte Carstensz (4.884m), na Oceania; e o Vinson (4.897m), na Antártida. Sobre as condições climáticas no Everest, o cearense estará de olho permanentemente nas previsões de tempo. “Temos um prazo de quatro a cinco dias na validade das previsões. Com o tempo bom, vamos ao ataque do cume. Nosso limite é dia 25 de abril.”

 

PROGRAMAÇÃO


30/3 - Embarque para o Nepal

4/4 - Início da caminhada de aproximação em Lukla (2.800m)

14/4 - Chegada ao Campo Base (5.350m) do Everest

20 a 30/4 - Aclimatação e porteio intermediário

1º a 15/5 - Aclimatação e porteio avançado

20 a 25/5 - Ataque ao cume

26 a 30/5 - Descida

30/5 a 5/6 - Previsão de retorno ao Brasil e chegada a Fortaleza

Compartilhar
espaço do leitor
CELSO GOMES 29/03/2015 14:15
Boa sorte Rosier Alexandre na sua missão,pois depois de assistir uma palestra sua na CDL Fortaleza vi a sua determinação e tenho certeza que você vai conseguir subir essa montanha.Celso Gomes.
1
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS