ESPIRITUALIDADE.dom 20/12/2015

Juazeiro do Norte, terra eucarístico-mariana

"É principalmente pela fé em Maria, mãe de Jesus, que a cidade torna-se a 'Nova Jerusalém', a cidade prometida"
notícia 0 comentários

Juazeiro do Norte é uma terra abençoada, um lugar onde as pessoas de diversas regiões do Brasil vão alimentar sua fé, reforçar sua esperança e ofertar seu amor. Podemos definir a fé dessa região usando uma terminologia consagrada pelo padre Julio Maria de Lombaerde (missionário belga, 1878-1944), como terra “eucarístico-mariana”, ou seja, a fé do povo de Juazeiro do Norte está fundada na Eucaristia e na figura de Maria.

 

O conceito de fé eucarística traz à memória o evento fundador da cidade, o milagre eucarístico acontecido em fins do século XIX, com a transformação da hóstia consagrada em sangue na boca da beata Maria de Araújo, mas não apenas isso, se entendermos que a eucaristia, mais do que um sinal sobrenatural é também o sinal da partilha e da presença de Cristo no ‘partir o pão’ como fica claro na passagem de Lucas onde se narra a cena do encontro de Jesus com os apóstolos em Emaús (Lc 24, 13-35). Lembremos também o evangelho segundo João, em que Jesus apresenta-se como o pão do céu, ele, que segundo a profecia nasceria numa periferia chamada Belém (em hebraico, Beitlehem ou ‘Casa do Pão’), o pão que alimenta pela Palavra, mas também pela partilha. Segundo contam as tradições sobre Padre Cícero, foi num sonho em que ele recebe de Jesus o encargo de cuidar dos pobres do Juazeiro, alimentando-os com o pão da Palavra e com o pão eucarístico.


A fé mariana de Juazeiro é outro aspecto fundador da cidade, conhecida como “terra da Mãe de Deus”, onde a Mãe das Dores (Mater Dolorosa) acolhe os filhos sofridos de todas as partes do Nordeste, terra tão sofrida. É pela boca de uma Maria, a beata, que a hóstia consagrada torna-se sangue e acontece o milagre da fé juazeirense, mas é principalmente pela fé em Maria, mãe de Jesus, que a cidade torna-se a ‘Nova Jerusalém’, a cidade prometida, aonde todos os anos milhares de pessoas vêm alimentar sua fé.


Entre as várias procissões, não esquecemos aquela das candeias, onde a luz se irradia pelo sertão e ilumina os corações sedentos. Maria de Nazaré, a mãe de Jesus, o primeiro sacrário onde o pão divino se encarnou, aquela que acreditou e que mandou que obedecêssemos a seu Filho, encontrou em Juazeiro um lugar para acolher tantos filhos, órfãos do mundo, mas filhos adotivos e diletos do Pai.


Juazeiro do Norte é por essas razões uma ‘terra eucarístico-mariana’, muito embora tão cheia de contradições e sofrimentos, ela continua sendo um lugar sagrado para muitos sertanejos e romeiros de todo o Brasil. A fé do povo simples luta com brava resistência contras as investidas do inimigo de Deus, hoje encarnado nos novos ídolos, o Estado, o mercado e o capital. Qual ‘novo apocalipse’, vemos a ‘Mulher vestida de Sol’ e seus filhos em brava peleja contra o Dragão (Apocalipse 12) que deseja devorar os pequeninos e injustiçados dessa terra tão sofrida.

 

FRANCISCO JOSÉ DA SILVA, mestre em Filosofia; professor na Universidade Federal do Cariri (UFCA)

> TAGS: espiritualidade
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS