Atropelamento 22/03/2012

Thor Batista pode se livrar de homicídio culposo

Eike Batista, pai de Thor, contratou o ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para defender o filho
FOTO: MARCOS ARCOVERDE/AE
Thor prestou depoimento na 61ª Delegacia , Baixada Fluminense
Compartilhar

Thor Batista, de 20 anos, pode se livrar da acusação de homicídio culposo, sem a intenção de matar, se o laudo da perícia apontar que ele dirigia veículo abaixo da velocidade permitida, 110 quilômetros por hora, quando atropelou o ciclista Wanderson Pereira dos Santos.

 

O acidente ocorreu na noite de sábado, na capital fluminense. “Nesses casos, costuma-se isentar o motorista, isto é, quando a culpa é exclusiva da vítima. Mas, estamos esperando o laudo para aferir qual era a velocidade do carro”, disse o delegado Mario Roberto Arruda, da Polícia Civil. O filho do empresário Eike Batista e da ex-modelo Luma de Oliveira foi ouvido por mais de duas horas ontem. O amigo dele, Vinícius Balian Racca, 22, que estava no banco do carona, também depôs. Thor chegou à delegacia em carro blindado por volta das 9 horas, com cinco seguranças e dois advogados, além de assessores de imprensa.


Segundo testemunhas ouvidas pela Polícia, o ajudante de caminhoneiro Wanderson estaria “no meio da pista” quando foi atropelado pelo veículo Mercedes SLR McLaren prata, conduzido por Thor. Segundo Arruda, uma terceira perícia deve ser providenciada no carro nos próximos dias para esclarecer dúvidas técnicas. Após a primeira inspeção, o carro foi liberado.


O resultado das primeiras análises deve ficar pronto na próxima semana. A Polícia acrescentou que “a marca de frenagem do veículo foi encontrada na parte do centro da pista para o canto”. O automóvel, porém, tem sistema de freios ABS, que, segundo especialistas, não trava as rodas e nem deixa rastro.


Eike Batista contratou o ex-ministro da Justiça, de 2003 a 2007, Márcio Tomaz Bastos, para defender Thor. Questionado sobre a necessidade da contratação de Bastos, especialista em Direito Criminal conhecido por cobrar um dos honorários mais caros do país, Eike defendeu-se no seu Twitter: “Só contrato o melhor. Algum problema?". (das agências de notícias).

Compartilhar
espaço do leitor
Tony 23/03/2012 08:45
Ele pode é ser culpado que não vai acontecer nada... E não é porque é filho de quem é. Vai se livrar pq no Brasil NINGUEM é preso por atropelar outra pessoa.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Fernando 23/03/2012 01:17
Interessante! Só pq o cara é filho do Eike e tava num carrão as pessoas julgam que estava em alta velocidade e que não vai dar em nada. Não estou defendendo, mas acho q nesse Espaço de Leitor todos são peritos e com certeza já analisaram o carro e determinaram a velocidade. Especialistas do CSI!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
alaercio flor 22/03/2012 19:04
Aqui, no Brasil, este menino rico vai sair como inocente visto que a vítima é que foi a culpada do acidente por ter cruzado diante de um riquinho que com pai bilionário acha que pode comprar tudo com dinheiro.Isso é Brasil...infelizmente,mas o Thor não poderá mais dirigir se há justiça ao menos.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Anderson Costa 22/03/2012 14:31
Queria que ele tivesse feito isso no EUA ou na Inglaterra. Nao teria ex-ministro que o livrasse de uns bons anos preso.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Anderson Costa 22/03/2012 14:30
Queria ver se ele tivesse feito isso no EUA. Com certeza eles têm casas por lá, mas andam na linha.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
21
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS