Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
Para maio 08/06/2016 - 15h02

Fortaleza tem maior inflação do País; água, esgoto e energia pressionam resultado

Os dados do IBGE apontam o maior índice regional para o mês de maio em Fortaleza, com índice de 0,99%
Compartilhar

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado inflação oficial, apresentou maior resultado regional em Fortaleza para o mês de maio (0,99 %). O IPCA foi pressionado pela taxa de água e esgoto (impacto de 9,30% no IPCA), refletindo o reajuste de 11,96% de 23 de abril, e pela energia elétrica, com impacto de 6,41%, tendo em vista o reajuste de 12,97% no valor da tarifa em vigor desde 22 de abril, combinado com a queda de 8,40% na parcela referente à taxa de Contribuição de Iluminação Pública (CIP).

 

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e apontam ainda que, no acumulado do ano, a inflação de Fortaleza é a segunda maior do Brasil, com 5,08%, perdendo apenas para Porto Alegre, com 5,16%. No acumulado dos últimos 12 meses, o índice da Capital é o maior do País, com 11,01%. 


No Brasil, a inflação para maio apresentou variação de 0,78% e superou o índice de abril (0,61%) em 0,17 ponto percentual (p.p). Foi a taxa mais elevada para os meses de maio desde 2008 (0,79%). Assim, o acumulado no ano (4,05%) foi inferior aos 5,34% registrados em igual período de 2015. O acumulado nos últimos doze meses (9,32%) ficou pouco acima dos 9,28% relativos aos doze meses imediatamente anteriores. Em maio de 2015 o IPCA fora de 0,74%.

 

INPC

Já para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), Fortaleza apresentou o maior valor para os últimos 12 meses (11,02%). No acumulado do ano, o resultado da Capital foi o segundo maior (5,34%), perdendo apenas para Porto Alegre (5,45%).

 

Pra o Brasil, apresentou variação de 0,98% em maio e ficou acima do resultado de 0,64% de abril em 0,34 p.p. O acumulado no ano está em 4,60%, percentual inferior aos 5,99% registrados em igual período de 2015. Na ótica dos últimos doze meses, a taxa foi para 9,82%, bem próxima dos 9,83% relativos aos doze meses imediatamente anteriores. Em maio de 2015 o INPC situou-se em 0,99%.


Os produtos alimentícios se apresentaram com 0,83% em maio, enquanto em abril a alta foi 1,11%. O agrupamento dos não alimentícios teve variação de 1,05% em maio, bem acima da taxa de 0,43% de abril.

Redação O POVO Online

 

> TAGS: ipca fortaleza ibge
Compartilhar
espaço do leitor
demostenes de souza lima 08/06/2016 17:54
O GOVERNO DO PT É ISSO MESMO... ESSA INFLAÇÃO DEVERIA SER APLICADA NAS PESSOAS Q VOTARAM NESSE PT CORRUPTO.
Eduardo Barros Leal 08/06/2016 16:25
Coloquem a culpa no ICMS do estado, que é o mais alto do país.
Eduardo Barros Leal 08/06/2016 16:24
digite seu comentárioé o mais alto do país.
3
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia