Fábio Campos 09/05/2013

As obrigações do senhor prefeito

Compartilhar

 

As melhores cidades para se viver e as melhores experiências de combate à violência estabeleceram como um dos princípios mais básicos o rigor no cumprimento das regras urbanas. Nesse sentido, há sim alguns sinais alentadores oriundos da Prefeitura de Fortaleza.


O noticiário tem mostrado que a Prefeitura está agindo com algum rigor no combate à poluição sonora, aos bares sem alvará de funcionamento, à poluição visual e ao estacionamento proibido de automóveis. Em relação a este último ponto, a promessa é de multar e rebocar o carro dos infratores. Correto. Sabe-se também que a Prefeitura criou um Grupo de Trabalho para elaborar a sua “Política de Segurança”.


Até aqui, são somente sinalizações positivas. Ainda não se ouviu da boca de qualquer autoridade municipal que as ações são frutos de um projeto planejado. Um plano abrangente e bem concatenado com começo, meio e objetivos cronologicamente estabelecidos. A torcida é que assim seja.


Com orgulho profissional, lembro que essa é uma velha pauta de meu trabalho como jornalista. Desde a década de 90, venho alertando para os problemas oriundos da falta de rigor no controle urbano. Poluição sonora, poluição visual, monturos de lixo, privatização dos espaços públicos (a pressão para a saída do Fortal da Beira-Mar foi uma marca da época), leniência das autoridades, enfim, o amontoado de pequenos delitos que faz da cidade um inferno cotidiano.


O prefeito Roberto Cláudio morou fora do País (Estados Unidos) e conhece muito bem o rigor que marca a atuação das autoridades municipais na hora de fazer valer as regras urbanas. Embora tais questões tenham passado bem longe de seu discurso de campanha (dos concorrentes, idem), a expectativa é de que o prefeito ponha em prática uma firme política de ordem urbana.


Vejam um exemplo de 1998, em São Paulo. No subsolo da Praça da Sé fica a mais movimentada estação de metrô da Capital. Milhões de pessoas passam por lá todos os dias. Era o retrato da desordem, sujeira e criminalidade. Na Praça, camelôs em profusão, lixo amontoado e ladrões. Muitos policiais e nenhum resultado. Até o dia em que a Prefeitura resolveu tirar os camelôs da área. Resultado imediato: queda de 70% nos índices de criminalidade na região.


Não custa lembrar: “Quando a ordem é sistematicamente quebrada, a liberdade individual e coletiva é ameaçada. A desordem oferece sinais inquietadores da ausência ou indiferença da autoridade com as normas reguladores da vida em sociedade: lixo espalhado, ruídos excessivos de bares e danceterias, estacionamento irregular de veículos sobre calçadas, infrações de trânsito, pichações e depredações, ambulantes obstruindo calçadas, mendigos profissionais, hotéis sem condições sanitárias que dão suporte à prostituição etc.”


Mais: “A desordem, além de ser um dos principais indutores do sentimento de insegurança da população, é poderoso fator criminógeno porque afasta os cidadãos de suas áreas públicas, estimula a degradação continuada do espaço público e propicia ambiente receptivo à delinquência”. O pensamento é de autoria do mais respeitado consultor brasileiro na área de segurança, José Vicente da Silva Filho, do Instituto Fernand Braudel.


O exemplo da Praça da Sé e as citações acima estão relatados no trabalho intitulado “Estratégias Policiais para a Redução da Violência”, cujo autor é o pesquisador José Vicente. O trabalho oferece todas as linhas a serem seguidas pelos governos realmente interessados no combate eficiente à violência.


Segue o link: http://pt.braudel.org.br/pesquisas/
arquivos/downloads/estrategias-policiais-para-reducao-da-violencia.pdf

 

> TAGS: campos fábio coluna
Compartilhar
espaço do leitor
Maclima 11/05/2013 10:12
DEMOLIÇÃO CONSTITUCIONAL. http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2013/05/10/demolicao-institucional-por-rogerio-furquim-werneck-496154.asp
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Maclima 10/05/2013 10:41
ROMBO NAS CONTAS EXTERNA E INTERNA DO PAÍS, http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2013/05/09/dois-desequilibrios-por-miriam-leitao-495990.asp
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Agnor Gurgel 09/05/2013 18:02
Nós temos saída, sim, falta a velha VONTADE, ninguém quer se indispor contra alguém, tem a questão do voto,e nesse empurra com a barriga a coisa vai ficando dia a dia pior e quando alguma autoridade mais consciente resolver fazer algo vai perceber o quanto será difícil por a casa em ordem!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Maclima 09/05/2013 09:45
NOSSOS IMPOSTOS E O MAU USO PELO GOVERNO PERDULÁRIO. https://www.youtube.com/watch?v=wplPt2SLp1c
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Maclima 09/05/2013 09:32
Ainda bem que a FORTALEZA BELA de triste lembrança acabou, legou caos e desordem à cidade, tomara que não esqueçamos tão cedo da diarreia administrativa da incompetente ex-prefeitinha e seus ptralhas amestrados.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
5
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Fábio Campos

RSS

Fábio Campos

Fábios Campos

Escreva para o colunista

Atualização: Quinta e Domingo

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Newsletter

Receba as notícias da Coluna Fábio Campos

Powered by Feedburner/Google

O POVO Política | Fábio Campos